You dont have javascript enabled! Please download Google Chrome!

Resenhas Studio Sports

Vitória da superioridade – Grêmio 2×0 Internacional (Campeonato Brasileiro – 30ª Rodada)

Gre-Nal é Gre-Nal. Maior clássico do Brasil e um dos maiores do mundo. Rivalidade a flor da pele, que em todos os rincões gaúchos é demonstrada com todo amor e paixão!

É um jogo atípico, como se fosse um campeonato a parte. Pode estar na zona de rebaixamento, mas não pode perder o Gre-Nal. Pode ser o melhor futebol do Brasil, mas não pode perder o Gre-Nal!

São emoções que transcendem o aspecto esportivo e vão além. Pode derrubar o melhor e enaltecer o pior. Neste domingo (03), na Arena, foi esse clássico.

Ambos veem de derrotas doídas e marcantes, que vão deixar feridas por longo tempo. Só que cada um tratou de maneira diferente a recuperação dessas derrotas. Um tentou fazer uma limpa geral, enquanto o outro respirou fundo e continuou no trabalho que gerou vários feitos marcantes. E no jogo de ontem, mostrou a diferença entre as equipes.

O Tricolor com muita troca de passes, principalmente por seus dois volantes, foi superior desde o primeiro minuto até o final. Foi avassalador, os números não mentem, com mais de 25 finalizações e 60% de posse de bola. Vários jogadores do lado azul foram destaques. O placar de 2 a 0 não foi real com o que aconteceu no jogo.

A diferença entre as equipes é grande: Uma, o Grêmio, com padrão de jogo e não muda independente do local. A outra, o Inter, está perdido, não sabe como jogar, não possui uma característica de jogo. As escalações no clássico mostraram essa diferença de saber o que cada equipe quer e, consequentemente, traduziu no jogo.

O Tricolor está conseguindo sair da UTI jogo após jogo, com resultados e atuações positivas, mostrando que acidentes acontecem. E quando acontecem, é necessário calma e análise no que se fez para não desmoronar tudo.

E um questionamento que fica no ar: Se a final da Copa do Brasil fosse Gre-Nal, seria como ontem?

NOTAS:

Paulo Victor – Sem defender nada, quase comprometeu – 4,0

Galhardo – Quando ele saiu, o Grêmio ficou realmente com um a mais – 3,0

Geromel – Monstro, divino, magnífico – 9,0

Kannemann – Cansou muito porque teve que carregar o Guerrero no bolso – 9,0

Cortez – Anulou defensivamente o Inter – 7,0

Matheus Henrique – Piá com um futuro enorme – 9,0

Maicon – Joga de terno – 8,0

Alisson – Atuação muito boa. Homem de muita consciência tática – 8,0

Tardelli – Hã…Renato deve estar arrependido de não escalá-lo sempre – 8,0

Everton – Faltou o gol. Joga demais – 8,0

Luciano – Tricolor melhorou demais com a sua entrada – 7,0

Rômulo – Meteu golaço – 7,0

Léo Moura – Está velho, mas tem muita qualidade – 7,0

Pepê – Entrou muito tarde, mas joga bem demais – 8,0

Renato Portaluppi – Não foi ousado para golear – 7,0

Samuca Scarton

Imagens Grêmio FPBA, divulgação.

– Quer receber as notícias da Studio no seu WhatsApp? Então clique aqui e faça parte de nosso grupo.

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Agenda | Próximos Eventos

  1. 5º FestFlor Vila Flores

    21 novembro | 00:00 - 24 novembro | 00:00
  2. Borrachão do Sangue Frio

    30 novembro | 14:00 - 1 dezembro | 04:00

WhatsApp

error: Este conteúdo é protegido