Inter fica no 0 a 0 com o Bragantino

Pela 28ª rodada do Brasileirão, o Inter empatou sem gols com o Red Bull Bragantino, nesta noite de quarta-feira (28/09), no Beira-Rio. O resultado deixa o time de Mano Menezes na terceira colocação, com 50 pontos na tabela. Agora, o Colorado voltará a campo no próximo sábado (01/10), às 15h, diante do Santos.


Início promissor, sequência truncada

Ofensivo, o Inter alimentou esperanças de que balançaria as redes cedo no Beira-Rio, consequência do bom início de jogo que impôs à defesa do Bragantino. Aos oito, Pedro Henrique chegou a marcar para o Clube do Povo, mas o lance foi anulado por impedimento do atacante colorado. PH teve outra boa chance no minuto 13, quando recebeu cruzamento de Igor Gomes e finalizou com perigo.

Pouco a pouco, contudo, os espaços que existiam para a linha de frente alvirrubra foram limitados pela equipe visitante, que adotou postura mais agressiva na marcação, inclusive cometendo consecutivas faltas ignoradas pela arbitragem. A posse de bola, que se registre, seguia controlada pelo Inter, mas concentrada distante da meta paulista. Mano percebeu a mudança no cenário, e reagiu com mudança no esquema tático.

No lugar do 4-2-3-1 dos primeiros movimentos, que contava com Edenilson na meia-direita, Alan centralizado e PH na esquerda, o técnico adotou o 4-3-3. Com ele, Pedro assumiu a ponta-direita e Pena virou o extrema esquerdo, enquanto Alanpa se aproximou de Ed. Com esta disposição, o Clube do Povo seguiu ofensivo até o intervalo, mas sem criar o bastante para furar a retranca adversária.


Pressão não resulta em gol

A presença colorada nas cercanias da área do Bragantino ficou muito maior na etapa final. Aos sete, Alan Patrick cobrou escanteio venenoso pela esquerda e quase marcou olímpico. Cleiton, de mão trocada, impediu o gol colorado. Depois, quem assustou foi Carlos de Pena, autor de cruzamento rasteiro que PH resvalou, mas sem força suficiente para bater o goleiro. Pedro voltou a assustar aos 16, mas parou em mais uma defesa do rival.

Mano realizou as primeiras duas trocas da noite aos 21, instante em que alçou Taison e Mauricio às vagas de Alan Patrick e do estreante Igor Gomes. As mudanças ainda deslocaram Edenilson para a lateral-direita, e quase surtiram efeito aos 25, quando Renê serviu Mauricio. De frente para o gol aberto, o meio-campista chutou rasteiro e tirou tinta do poste.

David e Romero também entraram em campo, escolhidos para as vagas de Pedro Henrique e Alemão, mas não conseguiram criar o bastante para tirar o zero do placar. Voltado para o ataque, o Inter ainda ofereceu espaços perigosos na defesa, mas contou com duas grandes defesas de Keiller, uma diante de chute de Sorriso, outra após falta batida por Artur, para não ser vazado no Gigante.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios