3º Batalhão Ambiental realiza operação em Nova Alvorada e Vila Maria

Nos dias 15, 16 e 17/09, o 3° Batalhão Ambiental da Brigada Militar desencadeou a Operação Força Verde – combate ao desmatamento nos municípios de Nova Alvorada e Vila Maria.

Através do alerta emitido pelo sistema Mapbiomas e análise das imagens do satélite Google Earth, os policiais militares identificaram vários pontos de desmatamento e, através das coordenadas geográficas, deslocaram até as localidades.

Em Nova Alvorada, na Linha Treze Tiradentes, houve a constatação da supressão de vegetação nativa, pertencente ao bioma Mata Atlântica, em 0,59 hectares. O proprietário da área não possuía autorização do órgão ambiental competente para realizar a intervenção. No momento da vistoria, os PMs flagraram uma retroescavadeira hidráulica sendo utilizada para a destruição. Diante do crime ambiental, foi confeccionado um Boletim de Ocorrência Policial e realizada a apreensão da máquina.

Na Linha Beira Rio, a equipe flagrou a supressão de vegetação nativa, em 0,33 hectares. Em outra área, também na Linha Beira Rio, os PMs avistaram a destruição de vegetação nativa, pertencente ao bioma Mata Atlântica, em 0,76 hectares, atingindo espécies nativas, de médio porte. Em ambas as áreas, os proprietários não apresentaram a licença do órgão ambiental competente para a realização de tais atividades, desta forma, foram autuados pelos, respectivos, crimes ambientais.

Na linha Simão Ruas, ainda em Nova Alvorada, foi constatada a supressão de vegetação nativa em 1,70 hectares. O dano foi realizado sem autorização do órgão ambiental competente. Em outra área, na mesma localidade, a equipe do 3° BABM flagrou a supressão de vegetação nativa, pertencente ao bioma Mata Atlântica, em 0,81 hectares. Os proprietários não possuíam licença e/ou autorização do órgão ambiental competente. Ambos foram qualificados nos respectivos Boletins de Ocorrências Policiais.

No município de Vila Maria, os policiais militares flagraram a supressão de vegetação nativa, na linha Cerro do Paraíso, em uma área de 2,50 hectares. O responsável pela área não apresentou licença ambiental e foi autuado. Na localidade Morro das Antenas, os PMs identificaram a destruição de vegetação nativa, pertencente ao bioma Mata Atlântica, em uma área de 1,9 hectares. Da mesma forma, o proprietário não possuía licença ambiental para tal intervenção.

Na Linha Pompeia, os PMs constataram a supressão de vegetação nativa em 0,67 hectares. A destruição atingiu três pontos distintos da propriedade. Não havia licença do órgão ambiental competente para tal atividade. Diante do crime ambiental, foi confeccionado um Boletim de Ocorrência Policial.

Informações Vang FM.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios