Funcionária é demitida após ser afastada por depressão e publicar foto em festa

Uma foto em uma festa, demissão por justa causa e caso na Justiça. A ex-funcionária de uma empresa de telemarketing de Minas Gerais recorreu à Justiça após ser demitida por justa causa, mas viu a juíza responsável pelo caso pedir o arquivamento do caso.

A situação foi divulgada na terça-feira (10) e chamou a atenção. A mulher havia apresentado um atestado médico de afastamento por depressão, mas foi vista e publicou fotos em uma festa durante o período de afastamento, o que motivou a empresa a demiti-la por justa causa.

À Justiça, ela contou que recebeu o comunicado de demissão sem um motivo especificado e argumentou, ainda, que não poderia ser demitida porque tinha estabilidade por ser líder sindical.

No entanto, a juíza Maria Cristina Diniz Caixeta, do TRT-MG (Tribunal Regional do Trabalho) protocolou na decisão que houve quebra de confiança e que isso embasava a quebra de contrato.

A mulher publicou imagens nas redes sociais do momento em que estava em eventos em São Paulo. A presença dela no estado vizinho aconteceu no período em que deveria estar de licença. “As fotos não revelam o estado abatido da trabalhadora”, escreveu a magistrada, negando a reversão da justa causa pedida pela funcionária. Além disso, a juíza pediu o arquivamento definitivo do processo.

Fonte: ND+ │ Foto: Pixabay

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios