Geral

Fogo em travesseiro pode ter iniciado incêndio que matou 3 crianças em Lages

Crianças brincavam com um isqueiro próximo a um travesseiro, mas causa ainda é apurada pelos bombeiros; casal e cinco filhos estão hospedada na casa de familiares

As chamas começaram por volta do meio-dia, na rua Eleutério da Silva Furtado, no bairro Centenário, região Sul da cidade. Morreram dois meninos, de 3 e 8 anos, e uma menina de 5. Ao todo, sete familiares foram resgatados pelos Bombeiros.

Os bombeiros não conseguiram entrar dentro da casa pelo risco de desabamento. Eles utilizaram uma escada para acessar o segundo andar e realizar o combate. Após o fogo ser controlado, foram encontrados os corpos das vítimas dentro de um dos quartos, já carbonizados.

As chamas também atingiram uma segunda casa, de 30 m², que fica a menos de 1 metro da primeira. Três pessoas moravam no local, mas não ficaram feridas. A residência foi destruída.

Causas são investigadas

Um perito do 5° BBM (Batalhão de Bombeiro Militar) foi ao local ainda na tarde de sábado. Ele ouviu familiares e testemunhas, tirou fotos e coletou informações, detalha Guilherme Dall Igna de Oliveira, 1º tenente oficial do batalhão.

O laudo final deve ser concluído no prazo de uma semana. Ainda não é possível determinar qual foi a causa do incêndio, ressalta Dall Igan. Os bombeiros estão apurando as informações apresentadas pelo pai das crianças.

O caso também é investigado pela 3ª Delegacia de Polícia de Lages, que trabalha com a hipótese de triplo homicídio culposo – quando não há a intenção de matar. A Polícia Civil depende do laudo pericial para o andamento das investigações.

Parentes abrigaram vítimas

Os sete familiares que sobreviveram ao incêndio –  os pais e cinco filhos – estão morando na casa de parentes. Foi oferecido o alojamento municipal, mas eles prefeririam ficar junto aos familiares.

De acordo com a Prefeitura de Lages, equipes da Habitação do Município cumprem tratativas para realizar a reconstrução do local. Estão a disposição da família 12 profissionais da secretaria de Assistência Social e Habitação de Lages, entre psicólogos, assistentes sociais e técnicos.

Com informações do Portal ND+.

Respeite o investimento na reportagem e jornalismo da Studio. A reprodução de nosso conteúdo somente é autorizada com citação e link para a fonte, mantendo sua integridade.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios