Policial

Suspeito de matar vizinho, por suposta inadimplência no pagamento de imóvel, é assassinado

Um homem foi morto na manhã desta segunda-feira (26) em Candelária. O crime aconteceu na Rua Botucaraí, no Bairro Pôr-do-Sol, mesma via em que também foi registrado um homicídio no fim de março.

De acordo com o comandante da Brigada Militar de Candelária, capitão Ricardo Mori, o homem morto é suspeito de ter cometido um homicídio contra um vizinho na mesma rua no fim de março devido a uma desavença antiga.

Ainda conforme o capitão, nesta segunda-feira os disparos de arma de fogo de calibre .38 atingiram a cabeça da vítima e foram registrados em via pública.

Não pagamento de parcela de imóvel pode ter sido estopim para o primeiro assassinato

A Polícia Civil de Candelária investiga a morte de Hildor Durrewald, de 54 anos. O homem foi executado a tiros na manhã do dia 24 de março na Rua Botucaraí, na região de Bico do Arado, local onde a vítima trabalhava. Conforme a delegada Alessandra Xavier, a investigação aponta que Durrewald estava realizando reformas em um galpão, quando a discussão com um vizinho da localidade iniciou.

Segundo Alessandra, vítima e autor dos disparos tinham uma desavença antiga. “Os dois já vinham brigando há algum tempo, pois o autor comprou uma casa que a vítima vendeu e ficou faltando o pagamento de uma parte do dinheiro. Segundo relatos do familiar do autor, a vítima vivia fazendo provocações diretas”, relata.

As versões sobre o crime eram analisadas pela Polícia Civil.

Fonte: Portal Arauto

Respeite o investimento na reportagem e jornalismo da Studio. A reprodução de nosso conteúdo somente é autorizada com citação e link para a fonte, mantendo sua integridade.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios