You dont have javascript enabled! Please enable it!

Geral Policial

Polícia prende casal suspeito de comprar bebê em “adoção” ilegal em Santa Catarina

A Polícia Civil prendeu em flagrante no município de Rodeio, no Vale do Itajaí/SC, um casal suspeito de ter comprado uma criança, de dois meses, em forma de “adoção” ilegal. Segundo os policiais, o crime está previsto no artigo 242 do Código Penal: “dar parto alheio como próprio; registrar como seu o filho de outrem; ocultar recém-nascido ou substituí-lo, suprimindo ou alterando direito inerente ao estado civil”.

Conforme a Polícia Civil, as diligências foram realizadas em uma residência no bairro Rodeio 12, no qual foi encontrada uma criança de cerca de dois meses e que residia no local como se fosse filha do casal.

Durante as investigações, a Polícia Civil constatou que a criança seria filha de uma mulher que reside em Curitiba/PR. O bebê nasceu em São Bento do Sul/SC. Após o nascimento, a criança teria sido colocada à disposição do casal, moradores de Rodeio, que acompanhavam toda a gestação.

A Polícia Civil informou que no imóvel do casal havia diversos elementos que comprovavam que a criança residia naquele local, tais como: quadros, berço, brinquedos, roupas, objetos de higiene e lembrancinhas de um possível chá de bebê. Ainda, foi possível demonstrar que o casal fez um “book fotográfico” com a criança como se fossem pais.

Com base nas informações obtidas constatou-se que o casal ocultava a criança. A Polícia Civil informou que as investigações continuam em andamento para identificar se houve alguma espécie de pagamento pela criança para a sua genitora biológica. O casal foi encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil da Comarca de Ascurra (SC).

Fonte: Clic RDC

📰 Quer receber as notícias da Studio no seu WhatsApp? Então faça parte de nosso grupo. Caso queira receber nossas notícias no Telegram, assine nosso canal.

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

error: Este conteúdo é protegido