Notícias

“Não sabemos o que vai acontecer no futuro”, afirmaram gerentes de comércio e indústria de Veranópolis

Nesta quarta-feira (27), a Gerente das Lojas Regla, Diana Helena Ferreto e a Gerente do Financeiro da E.R Amantino, Manoela Baldissera Amantino, comentaram sobre o cenário do comércio e da indústria de Veranópolis, atualmente, em entrevista à Studio.

Ambas afirmaram que este momento é realmente atípico, por conta da pandemia, situação que nunca foi vivenciada por ambas gerentes e acreditam nunca ter ocorrido na história mais recente.

O comércio

O comércio ficou cerca de 30 dias com o fechado. Os funcionários receberam férias coletivas e o contato foi sendo feito pelas redes sociais. Muitos clientes sentiram a falta, relatou Diana, e este relato chegavam até os funcionários, os quais estavam com muita vontade, também, de voltar.

A indústria

Quanto a indústria, os funcionários ficaram em casa uma semana. Neste período, foram descontados os “dias 31” e, por isso, não teve grande perda para a empresa e os funcionários. O segundo passo de recuperação vai ser a conversão de dias parados para os feriados “não santos” que terão que ser trabalhados. Pessoas do grupo de risco tiveram que permanecer em casa. A produção não foi paralisada integralmente durante estes últimos dois meses de distanciamento, apenas as produções e funcionários eram intercaladas.

Ambas afirmam que mesmo com todas medidas necessárias, o medo de contrair o vírus ainda ronda os profissionais e os próprios clientes.

Qual o maior desafio de estar a frente de um comércio e de uma indústria em meio a pandemia?

O maior desafio, afirmou Manoela, é a insegurança. Isto ocorre porque se desconhece como vai ser o dia seguinte e, como a indústria trabalha com diversos estados e países, não basta pensar na situação local, mas num âmbito geral.

O mesmo foi repetido por Diana. “A gente não sabe o que vai aconteceu no futuro”, afirmou, relembrando que não se sabe até quando a estabilidade econômica no município estará presente.

Reinvenção

“Toda dificuldade acaba virando uma oportunidade”, afirmou Manoela, demonstrando que neste momento, com a reinvenção e o apoio do Estado com medidas de auxílio, a situação poderá ser superada. A venda online ganhou muita força e com certeza fará parte das estratégias, cada vez mais, das empresas.

“Vamos seguir em frente”, “aproveite este tempo para fazer coisas que a gente não fazia antes” e “se reinventar” são os principais legados e recados deixados pelas gerentes, na conversa.

Confira a entrevista completa

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios