Notícias

Entenda a estiagem em Veranópolis e como ela está afetando o campo e a cidade

Nesta quarta-feira (06), Gerente da Unidade da Corsan, Cláudio Ferreto e o Secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente, Romeo Matiello Tedesco, atualizaram informações sobre a situação da estiagem no município de Veranópolis, em entrevista à Studio.

Na oportunidade, Romeo falou sobre a importância do decreto emergencial, este que auxiliou para que medidas mais efetivas e uma maior conscientização das pessoas começassem a acontecer. Romeo reiterou que em Veranópolis a agricultura e o tratamento dos animais, como gado, suínos e frango, estão sentindo muito a seca.

O Poder Público está realizando o auxílio para as comunidades do interior por meio de fornecimento de água para estas pessoas e também para a irrigação das propriedades quando necessário. A maior procura por parte dos agricultores, segundo o Secretário, é para que sejam realizados atendimento aos produtores com dificuldade de acesso à água.

No tocante do racionamento, Ferreto afirmou que o alerta para a comunidade segue sendo realizado, que a água deve continuar a ser usada de forma racional, pois, mesmo que a chuva destes últimos dias foram bem-vindas, não foram suficientes. Segundo ele, está sendo feito um controle muito forte do manancial de água, para verificar sempre quais serão as próximas medidas e buscarem alternativas necessárias.

Junto a esta ideia de conscientização da população, quanto a legislação feita para que o uso de água seja realizado racionalmente, segundo Romeo, nenhum morador foi multado, mas diversos já foram notificados. Reiterou que o poder público está atento para situações irregulares e pediu o apoio da população.

A busca por novos locais de captação de água estão ocorrendo para que, segundo Cláudio, não haja racionamento. Um geólogo está trabalhando especificamente na procura por novos pontos de água disponível. O melhor poço encontrado, até o momento, foi no Balneário do Retiro, porém, como demanda uma obra pública pode demorar algum tempo para que seja realizada. No momento, está em análise.

O próximo passo que seria tomado, caso a situação agrave-se muito, seria decretar calamidade pública, porém, este decreto deve ser feito apenas se algum morador do município vier a falecer pela falta de água.

Medidas para longo prazo já estão sendo pensadas. Uma delas é o alteamento da atual barragem para que o controle possa ser feito de forma mais efetiva, além de poder coletar maior quantidade de água. Além disso, poços que foram perfurados e que estão sendo encontrados agora continuarão auxiliando no futuro.

Confira a entrevista completa

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios