Geral

Presidente da Unick e outros nove aliados estão presos

Segundo o Portal O Diário, a Polícia Federal confirmou, durante entrevista coletiva que ocorre na sede do órgão em Porto Alegre, a prisão do presidente da Unick, Leidimar Lopes.

A Unick, empresa que dizia atuar no mercado de criptomoedas e virou alvo de uma operação da Polícia Federal nesta quinta-feira, chegou a faturar R$ 40 milhões por dia.

A informação está no inquérito policial que investigou a empresa por atuar de maneira ilegal no mercado financeiro sem autorização.

Os valores dos clientes eram aplicados no mercado de Foreign Exchange (FOREX), compra e venda de moedas, operações somente autorizadas às instituições financeiras oficiais.

Conforme a Polícia, a Unick chegou a ter um milhão de clientes por todos o Brasil e até mesmo no exterior.

Cerca de 200 policiais federais cumprem 65 mandados de busca e apreensão e dez de prisão nas cidades de Porto Alegre, Canoas, São Leopoldo, Caxias do Sul (RS), Curitiba (PR), Bragança Paulista (SP), Palmas (TO) e Brasília (DF).

Também são executadas medidas judiciais cautelares para apreensão de veículos, sequestro de bens e bloqueio de valores em contas correntes.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios