Geral

Bombeiros celebram aniversário com novas viaturas e equipamentos

A primeira unidade do Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Sul comemorou, nesta sexta-feira (1º), 124 anos. Para marcar a data, a instituição recebeu 15 viaturas para prevenção de incêndio, 300 capacetes de proteção e 600 botas táticas de busca e salvamento.

O valor investido pela Secretaria da Segurança Pública na aquisição de equipamentos foi de R$ 1,74 milhão. Para abril, há previsão de entrega de 11 viaturas de combate a incêndios, por meio de um convênio fixado entre o Estado e a Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR).

Atualmente, o principal desafio da tropa é agilizar a liberação de alvarás exigidos pelo Plano de Prevenção Contra Incêndios (PPCI). De acordo com o coronel César Eduardo Bonfanti, comandante-geral da corporação, o incremento de viaturas e de equipamentos de proteção melhora as condições de trabalho dos responsáveis pela fiscalização e vistoria. “Nossa instituição estará melhor preparada, capacitada e protegida com os novos equipamentos.”

Para o governador Eduardo Leite, que acompanhou a celebração na sede do Corpo de Bombeiros, a aquisição de equipamentos representa a valorização de uma corporação que ajuda a construir a história do estado, defendendo a vida humana. “A melhoria nas condições de trabalho do efetivo contribui para que o serviço de proteção seja feito com a qualidade e a agilidade necessárias ao desenvolvimento do Estado. Além do reconhecimento pelo passado, tenho muita confiança no futuro do Corpo de Bombeiros”, comentou o governador.

O vice-governador e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior, também enalteceu a aquisição dos equipamentos. “Quando uma corporação ou entidade está de aniversário, é aniversário de cada um que faz parte dela. E nada melhor do que comemorar com um presente”, alegrou-se.

O coronel destacou a agilidade de todo o processo. “No ano passado, demorávamos 300 dias para fazer a análise e outros 75 para providenciar a vistoria. Agora, estamos levando 30 dias para a análise e apenas um para a vistoria”, comemorou. “Devido ao deslocamento de efetivo para o Litoral nos meses de veraneio, o processo tem demorado cerca de 60 dias em análise e cinco em vistoria. A corporação não tem intenção de travar o desenvolvimento do Estado”, completou.

O efetivo do Corpo de Bombeiros gaúcho é composto por 2,8 mil bombeiros distribuídos em 12 batalhões, que estão presentes em 93 cidades gaúchas, atendendo 85% da população. A corporação  emancipou-se da Brigada Militar em setembro de 2017. O primeiro batalhão foi inaugurado em 1985, em Porto Alegre. O segundo mais antigo surgiu em 1901, em Pelotas, e o terceiro, em 1919, em Rio Grande.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios