You dont have javascript enabled! Please download Google Chrome!

Geral

Atenção Pais | Momo aparece em vídeos de slime do YouTube Kids e ensina as crianças a se suicidarem

Cada vez mais populares entre as crianças, os vídeos de Youtube pode trazer um perigo que os pais nem imaginam. Até mesmo no Youtube Kids, uma plataforma feita para que os pais possam ter um controle sobre o que os filhos estão assistindo, os algoritmos podem ser burlados. Com isso, um vídeo de slime, sensação entre as crianças, pode esconder um verdadeiro filme de terror.

Uma reportagem da revista Crescer revelou que alguns vídeos de conteúdo infantil são interrompidos pela Boneca Momo, com cenas que ensinam a prática do suicídio às crianças. O caso chegou ao conhecimento da professora e produtora de conteúdo Juliana Tedeschi Hodar, 41 anos, por meio de grupos de WhatsApp, mas ao conversar com a filha para orientar, ela descobriu que a menina de 8 anos já tinha visto a Boneca Momo.

A menina estava com muito medo e o que surpreende é que os pais já haviam colocado filtro nos vídeos da plataforma. O Youtube informou à revista Crescer que, após análise, não viu evidência recente de vídeo promovendo o Desafio Momo na plataforma. “Vídeos incentivando desafios prejudiciais e perigosos são claramente contra nossas políticas, incluindo o desafio Momo. Apesar dos relatos da imprensa sobre esse desafio, não tivemos links recentes sinalizados ou compartilhados conosco do Youtube que violem nossas Diretrizes da comunidade”, disse. A empresa ainda disse que a imagem da boneca não é permitida no Youtube Kids e que há garantias para excluir do conteúdo da plataforma.

A Boneca Momo já foi tema de reportagem do Jornal Midiamax em agosto, quando era disseminada em correntes no WhatsApp. Com um desafio parecido com o da Baleia Azul, uma a corrente foi causa de preocupação entre os pais. A Boneca Momo é uma figura medonha, de olhos esbugalhados e parecida com uma mulher pássaro. Na corrente, alguém se passa pelo personagem e lança um jogo com desafios perigosos, como o sufocamento e enforcamento.

Especialistas defendem tanto a mediação de responsáveis quanto ao conteúdo acessado por crianças e jovens na internet, como tratar os jogos perigosos como uma política de prevenção à saúde. Eles destacam que em alguns países, como a França, Canadá e África do Sul, a prevenção aos jogos de risco recebem a mesma atenção dos governos que a prevenção do suicídio, ou seja, são tratados como problemas de saúde pública. No Brasil, há pouquíssima discussão sobre o tema.

Numa das partes do vídeo, Momo instrui as crianças a pegarem objetos cortantes e cortar profundamente os pulsos (Foto: Reprodução YouTube)

“Nós observamos que os pais têm medo de quando os filhos estão na rua, porque eles podem correr riscos. Risco do assalto, risco do sequestro, de usar drogas, das violências urbanas. Mas, quando o filho está trancado no quarto ou no banheiro, ele está exposto a outros perigos que infelizmente são invisíveis aos pais. São nesses ambientes que os jogos de risco costumam acontecer”, explica Luísa Maria Freire Miranda, psicóloga que desenvolve em seu mestrado na UFC (Universidade Federal do Ceará) pesquisa sobre os jogos de risco como um fenômeno da atualidade, uma espécie de espetacularização totalmente inconsequente.

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

50 Comentários

Clique aqui para fazer um comentário

Agenda | Próximos Eventos

  1. Fernando & Sorocaba | X Femaçã

    20 abril | 22:00
  2. 1º Encontro Regional da Torcida Gremista

    3 maio | 20:00

WhatsApp


error: Este conteúdo é protegido