You dont have javascript enabled! Please download Google Chrome!

Resenhas Studio Sports

Resultado justo – América-MG 1×1 Grêmio (Campeonato Brasileiro – 30ª Rodada)

No último sábado, dia 20, na partida que abriu a 30ª rodada do Temerzão, a equipe reserva do Grêmio, que ainda busca a vaga direta para a Copa Libertadores da América do próximo ano, enfrentou o América-MG, no Independência, que almeja somente a sua saída da zona de rebaixamento, condição que parece que irá se manter até a última rodada do certame.

O resultado final traduz o futebol apresentado por ambas as equipes, onde o Coelho dominou inteiramente o primeiro tempo, não precisamente por suas virtudes, mas pela insistência de Renato em peças que comprometem o funcionamento da equipe, aliado ao desentrosamento e o improviso de alguns atletas. Na fase inicial, a melhor atuação, apesar do tento sofrido, foi do arqueiro Paulo Victor que evitou um placar mais dilatado, fazendo uma importante intervenção com o rosto.

Na etapa complementar, o comandante tricolor acertou os próprios equívocos na escalação, através da substituição de Marcelo Oliveira, que em mais uma oportunidade comprometeu o lado esquerdo, e deslocando Capixaba para a sua posição de origem, e o Grêmio conseguiu buscar o empate em penalidade convertida por Jean Pyerre (que teve destacada atuação), após excelente jogada individual de Juninho Capixaba.

Este empate, que pouco contribuiu para ambos os times dentro dos seus objetivos no Brasileirão, teve aspectos positivos como a boa atuação de atletas formados na base, como Pepê, Jean Pyerre, Matheus Henrique e Vico; os bons avanços de Juninho Capixaba e o retorno de Michel, após um prolongado período lesionado.

A partir de agora é tudo COPA LIBERTADORES!

NOTAS:

Paulo Victor – Defesas importantes na primeira etapa – 8,0

Madson – Atuação pouco inspirada. Muito discreto – 5,0

Paulo Miranda – Teve muita dificuldade para conter os avanços do América – 5,5

Bressan – Novamente foi inseguro e comprometeu o sistema defensivo – 5,0

Marcelo Oliveira – Cedeu muitos espaços e pouco contribuiu para o ataque – 4,0

Michel – Sentiu a falta de ritmo de jogo, mas teve muita aplicação – 6,0

Matheus Henrique – Está galgando seu espaço no time titular – 7,0

Kaio – Carregou o piano, preocupou-se em marcar – 5,0

Jean Pyerre – Converteu o pênalti como um veterano, além de uma atuação muito segura – 8,0

Juninho Capixaba – Melhorou muito na segunda etapa, novamente apresentou muito poder ofensivo e sofreu a penalidade em grande jogada individual – 8,0

Thonny Anderson – Não apresentou perigo ao goleiro João Ricardo, atuação muito apagada – 5,0

Pepê – Acelerou a transição entre o meio-campo e o ataque – 7,0

Vico – Arriscou um arremate perigoso no final da segunda etapa – 6,5

Douglas – Visivelmente sem ritmo e condições físicas, pouco contribuiu – 5,0

Renato Portaluppi – Corrigiu uma escalação equivocada. Priorizou seus “bruxos” – 6,0

Cassi Romildo Marin

– Quer receber as notícias da Studio no seu WhatsApp? Então clique aqui e faça parte de nosso grupo.

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Agenda | Próximos Eventos

  1. Natal na SOAL

    24 dezembro | 23:30 - 25 dezembro | 05:00

WhatsApp

error: Este conteúdo é protegido