Concessionária gaúcha CSG apresenta modelo free flow para administradoras de rodovias de seis estados

Com a implantação do pedágio free flow no Rio Grande do Sul, a CSG estreou o programa de Visitação Técnica para apresentar o funcionamento da tecnologia inédita em rodovias estaduais no país. Já foram recebidas nove empresas, de seis estados, e outras seis companhias aguardam agenda para conhecer in loco o modelo adotado pela concessionária em seis pontos das regiões do Vale do Caí e na Serra Gaúcha. Nesta semana, representantes da empresa Tamoios, que atende rodovias do estado de São Paulo, foram recebidos por dirigentes da CSG.

Para apresentar ao grupo o sistema eletrônico que não possui cancelas, estiveram presentes diretores, gerentes de tecnologia e engenheiros da CSG envolvidos com a implementação do free flow. Com a entrada em operação do primeiro pórtico em Antônio Prado (ERS-122 km 108,2), em dezembro do ano passado, e o funcionamento dos demais cinco pontos, desde o último dia 30, a companhia tornou-se a única do Brasil a ter todos os trechos da cobertura exclusivamente com pedágio free flow.

Às comitivas visitantes, foram apresentados os pórticos e toda a estrutura envolvida, como a sala técnica e o funcionamento da tecnologia. No início de março, a concessionária já havia recebido visitas de representantes do Paraná, Rio de Janeiro e Minas Gerais. No início deste mês, a CSG apresentou o pedágio free flow para as concessionárias Way-306 e Nova Rota, que possuem concessão de estradas no Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, respectivamente.

A CSG é responsável pelos seis únicos pórticos de pedágio free flow no estado gaúcho. As estruturas estão instaladas em Antônio Prado (ERS-122 km 108,2), Capela de Santana (ERS-240 km 30,1), São Sebastião do Caí (ERS-122 km 4,6), Ipê (ERS-122 km 151,9), Farroupilha (ERS-122 km 45,5) e Carlos Barbosa (ERS-446 km 6,5).

Sobre a concessão da CSG


O conjunto de estradas da CSG representa 271,5 km de concessão no Vale do Caí e Serra Gaúcha. Desde 1º fevereiro de 2023, a empresa é responsável pela administração e manutenção de trechos da RSC-453 (km 101,43 ao 121,41), BR-470 (km 220,50 ao 233,50) e RSC-287 (km 0 ao 21,49), além da totalidade da ERS-122 (km 0 ao 168,65), ERS-446 (km 0 ao 14,84) e ERS-240 (km 0 ao 33,58). O contrato de 30 anos prevê investimentos de mais de R$ 4,6 bilhões, sendo que cerca de 80% do valor será utilizado nos primeiros 10 anos do contrato.   
Entre as principais obras previstas para os sete primeiros anos da concessão estão a duplicação de 120 km de rodovias (67% do trecho), 55 km de faixas adicionais (3ª pista), 20 km de vias marginais (estradas paralelas às rodovias principais), 10 km de ciclovias (entre Caxias do Sul e Farroupilha), quatro postos de pesagem, 45 passarelas, 296 novos pontos de ônibus, ampliação da segurança viária e sinalização, atendimento 24 horas de socorro médico e mecânico, manutenção, entre outras ações. 

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Podemos exibir anúncios para você?

Parece que você está usando um bloqueador. A exibição de conteúdo publicitário contribui para fazer a informação chegar a você, de forma fácil e gratuita. Por favor, libere a exibição de anúncios para liberar a visualização da notícia.