Idoso de 92 anos é vítima de agressão brutal em clínica geriátrica de Veranópolis; Delegado Tiago Baldin fala sobre o caso

Um crime chocante aconteceu na manhã do dia 11 de junho em uma clínica geriátrica de Veranópolis, Rio Grande do Sul. Um idoso de 92 anos foi vítima de agressão brutal por parte de uma cuidadora da instituição. As imagens das câmeras de segurança flagraram a violência, que causou indignação na comunidade e levantou questionamentos sobre a segurança e o cuidado com os idosos em tais locais.

Segundo declarou o Delegado da Polícia Civil de Veranópolis, Tiago Madalosso Baldin, em coletiva de imprensa na manhã desta sexta-feira, 14 de junho, a agressão aconteceu por volta das 5h55 da manhã, enquanto o idoso dormia. A cuidadora, uma mulher de 44 anos, forçou a boca do senhor para que ele tomasse medicação. As imagens mostram que a vítima não resistiu, pois estava adormecida. A cuidadora, além de forçar a boca do idoso, também o agrediu com socos e tapas.

Uma outra cuidadora presenciou a cena chocante e, indignada com a violência, denunciou o caso à direção da clínica. O responsável pela instituição, ao tomar conhecimento da agressão, acionou a Brigada Militar e a Polícia Civil.

Diante das provas contundentes, a cuidadora foi presa em flagrante e autuada pelo crime de tortura. As imagens das câmeras de segurança, que comprovam a brutalidade da agressão, foram essenciais para a prisão da acusada, o Ministério Público opinou pela concessão da liberdade provisória, alegando que a prisão preventiva não era necessária. A decisão foi acatada pelo Poder Judiciário.

A Polícia Civil segue investigando o caso para determinar se houve negligência por parte da clínica geriátrica. Além disso, apura-se se a agressora já havia cometido outros crimes contra idosos em outras instituições.

O caso gerou grande repercussão na mídia e nas redes sociais, o que levou a um aumento no número de denúncias de maus-tratos a idosos no Disque 100, do Ministério da Justiça.

As autoridades alertam para a importância da denúncia de qualquer tipo de violência contra idosos. É fundamental que familiares, amigos e profissionais que acompanham esses indivíduos estejam atentos a sinais de maus-tratos e abusem do Disque 100 para denunciar.

A segurança e o bem-estar dos idosos devem ser prioridades, e casos como este servem como um alerta para a necessidade de medidas mais rigorosas para prevenir e punir crimes contra essa população vulnerável.

Assista a coletiva de imprensa transmitida pela Studio TV

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Um Comentário

  1. O caso deve ser amplamente divulgado, inclusive com a publicação do nome e foto de seres que tem este comportamento, e deve ser penalizado com punição exemplar para inibir a ocorrência de outros casos. E também para que uma minoria de estrupícios como esta “cuidadora” não manche a imagem dos milhares de cuidadores zelosos e competentes que atuam tão bravamente nesta profissão. Que a punição severa seja o motivo para que os honestos se sintam valorizados e cumpram o seu papel cada dia melhor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo