Surto de encefalomielite em equinos na Argentina e no Uruguai coloca produtores gaúchos em alerta

Produtores de equinos do Rio Grande do Sul estão em estado de alerta após a confirmação de um surto de encefalomielite em equinos na Argentina e no Uruguai. A doença, que também pode afetar humanos e aves, é causada pelo vírus da encefalomielite equina do leste (EEEV), um RNA vírus da família Togaviridae, transmitido por mosquitos.

A encefalomielite é uma doença grave que afeta o sistema nervoso dos animais, podendo levar à morte. Os sintomas mais comuns são febre alta, falta de apetite, depressão, posição caída da cabeça em relação ao corpo, lábios flácidos, visão alterada, ataxia, parexia e, em estágios avançados, paralisia.

Até o momento, não há registros da doença no Rio Grande do Sul, mas a situação está sob monitoramento rigoroso pela Secretaria da Agricultura e pela Superintendência Regional do Ministério da Agricultura.

A prevenção é fundamental, pois a encefalomielite não tem cura. A vacinação é a medida mais eficaz e deve seguir um calendário específico:

  • Aos 3, 4 e 6 meses de idade com reforço anual;
  • Para éguas, 30 dias antes do parto;
  • Para cavalos adultos nunca vacinados, a primovacinação com duas doses intervaladas por 30 dias e, em seguida, reforço anual.

Produtores estão sendo orientados a adotar estas medidas para proteger seus rebanhos e prevenir a propagação da doença.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Podemos exibir anúncios para você?

Parece que você está usando um bloqueador. A exibição de conteúdo publicitário contribui para fazer a informação chegar a você, de forma fácil e gratuita. Por favor, libere a exibição de anúncios para liberar a visualização da notícia.