Nível do Guaíba se aproxima da cota de transbordamento em Porto Alegre

O nível do Guaíba subiu rapidamente ao longo da madrugada desta segunda-feira e às 7h atingiu 2,96m, apenas 4cm abaixo da cota de transbordamento no Centro de Porto Alegre.

A elevação das águas é consequência das cheias nos rios Caí, Sinos, Jacuí e Taquari. Segundo a MetSul Meteorologia, o cenário deve se agravar.

“Todos os rios que desembocam no Guaíba apresentam cheia de grandes proporções. Taquari e o Caí estão com quadros de cheias históricas. O Jacuí, maior contribuinte, também apresenta cheia entre Cachoeira do Sul e Triunfo com tendência de se elevar ainda mais. Uma vez que os picos de vazão do Taquari e do Caí devem alcançar a área de Porto Alegre entre esta segunda e quarta-feira, e a maior vazão do Jacuí no decorrer desta semana, prevendo-se a do Sinos apenas para o final da semana, a perspectiva é que o Guaíba se eleve ainda mais neste começo de semana”, projeta a MetSul.

Nesta manhã, o sistema de esgoto da zona Norte já revertia a água do Guaíba, com alagamentos em vias do Quatro Distrito. No Cais Mauá, por volta das 7h as ondas no Guaíba já faziam o nível da água reverter sobre a plataforma do cais.

Apesar disso, o sistema de diques da cidade segue aberto.

Em setembro, quando o Rio Grande do Sul enfrentou um dos piores quadros climáticos das últimas décadas, o nível do Guaíba alcançou o pico de 3,18m e inundou a orla da Capital. Houve o acionamento do sistema de comportas e o Cais Mauá ficou tomado pelas águas. Pouco mais de 24 horas após reabrir o sistema, a cidade voltou a fechá-lo com um segundo quadro de elevação rápido do nível das águas.

Com informações do Jornal Correio do Povo.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Podemos exibir anúncios para você?

Parece que você está usando um bloqueador. A exibição de conteúdo publicitário contribui para fazer a informação chegar a você, de forma fácil e gratuita. Por favor, libere a exibição de anúncios para liberar a visualização da notícia.