Protásio Alves terá escuta especializada da criança vítima e testemunha de violência

Na quinta-feira, 16, Protásio Alves deu o primeiro passo na implantação da escuta especializada da criança vítima e testemunha de violência.

No Centro de Referência da Assistência Social (Cras) reuniram-se durante todo o dia autoridades relacionadas à proteção da criança e do adolescente, como o prefeito Itamar Girardi; a delegada de Polícia de Nova Prata, Liliane Pasternak Kramm; do sargento da Brigada Militar, Luiz Garcia; diretoras escolas; secretários municipais e profissionais da assistência social, educação e da saúde.

No encontro, pronunciaram-se a psicóloga que vai coordenar a implantação em Protásio Alves, Jaqueline Carniel; os secretários da Saúde e da Educação, Ivan Pimentel e Marina Rampon; e a delegada Liliane.

A próxima etapa é a capacitação de pessoas ligadas às áreas afins que irão atuar na escuta especializada acolhendo e orientando a criança ou o adolescente.

A delegada Liliane ressaltou que o Município é o primeiro da microrregião a iniciar a implantação da escuta especializada prevista no artigo 7º da Lei nº 13.431/2017, que tem a finalidade de garantir a tomada de decisões que possam ensejar proteção e cuidados à criança ou ao adolescente vítima ou testemunha de violências.

Os secretários Ivan e Marina destacam que a escuta especializada humaniza o atendimento com a abordagem adequada respeitando o tempo e o espaço da criança e do adolescente.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Podemos exibir anúncios para você?

Parece que você está usando um bloqueador. A exibição de conteúdo publicitário contribui para fazer a informação chegar a você, de forma fácil e gratuita. Por favor, libere a exibição de anúncios para liberar a visualização da notícia.