ONS revê para cima demanda por energia em dezembro

Armazenamento de água em hidroelétricas está alto e não há previsão de aplicação de bandeiras tarifárias na conta de luz, garantindo manutenção de preço baixo

O Operador Nacional do Sistema Elétrico brasileiro (ONS) está revendo para cima a perspectiva de demanda por carga de energia neste mês de dezembro. A agência previa na semana anterior um incremento de 0,6% e passa a projetar um crescimento de 1,2%. Três subsistemas têm projeções mais positivas em relação ao período passado. Para as regiões sudeste e centro-oeste, onde estão as principais hidroelétricas brasileiras, a projeção é 1,2% maior; na região sul, 1,3% de crescimento; e no norte, 9,6%. Segundo o ONS, a proximidade do verão e a retomada gradual do consumidor livre no norte do país explica a revisão positiva. O armazenamento de água das hidroelétricas também possuem perspectiva positiva em todas as regiões do país, devendo encerrar 2022 em patamares acima de 50% da capacidade. As previsões de armazenamento de água também foram elevadas em relação à semana passada. No sudeste e no centro-oeste, a estimativa é de estoque de água passou de 50,2% para de 51,9%.

Segundo o diretor do ONS, Luiz Carlos Ciocchi, o período chuvoso começou, na virada de outubro para novembro, e ao final dele, em abril de 2023, os estoques das hidrelétricas ainda deverão estar acima de 50%, quadro mais positivo do que o observado no final do período em 2022, quando o nível era de 30%. “Energia hidráulica é mais barata. Então, não precisar ligar térmicas efetivamente melhora o custo para o consumidor e evita a decretação de bandeiras tarifárias. Então, por enquanto, como era uma nova previsão nossa lá no começo do ano, acertamos, não houve nenhuma bandeira tarifária esse ano. Ainda é cedo, muito cedo, para dizer alguma coisa sobre 2023, mas as perspectivas são muito boas”, afirma.

Informações Jovem Pan.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Podemos exibir anúncios para você?

Parece que você está usando um bloqueador. A exibição de conteúdo publicitário contribui para fazer a informação chegar a você, de forma fácil e gratuita. Por favor, libere a exibição de anúncios para liberar a visualização da notícia.