‘Não temos como buscar as pessoas em suas casas para se vacinarem’, diz secretária da saúde sobre baixa adesão à vacinação

Procura da imunização teve leve aumento, mas índices seguem fora do ideal

O aumento de casos de covid-19 tem deixado as autoridades veranenses em alerta. Cerca de 200 veranenses testaram positivo para o vírus após as festividades de final de ano, nas primeiras semanas de 2022. A partir disso, ações e debates são realizados para controlar a nova onda de casos e, novamente, a vacinação surge como principal pauta, responsável por evitar que os casos agravem, levando às hospitalizações.

Em entrevista à Studio, a secretária de Saúde de Veranópolis, Vanessa Calioni Bordignon, declarou que o índice de vacinação no município ainda não é o ideal, mesmo com as inúmeras oportunidades para que a população buscasse a imunização. Porém, na última semana, muitos adolescentes que não tinham buscado a vacina contra a covid realizaram contato com a secretaria para solicitar uma oportunidade. “As pessoas estão assustadas com o novo aumento, e quem tinha a ideia de não se vacinar, hoje já está pensando diferente”, falou.

A situação, no entanto, deixa a responsável da pasta frustrada.

“A gente percebeu que nessa semana houve uma busca, um interesse maior, e deixamos nosso feedback positivo dessa reavaliação da importância da vacinação. No ano passado, nós oferecemos inúmeras oportunidades para que as pessoas buscassem a vacinação contra a gripe. Nós contratamos uma equipe que ficou totalmente a disposição no Salão da Gruta, manhã, meio-dia e tarde, de portas abertas para a comunidade, e nós tivemos uma adesão muito baixa…muito baixa mesmo. Agora, vendo o agravamento da situação as pessoas estão buscando. Parece que a tragédia precisa acontecer para que as pessoas reflitam, repensem esse comportamento”, relembra Vanessa.

Referente à campanha de vacinação contra a Influenza, Vanessa explica que o município não possui mais nenhuma dose de vacina, sem previsão para chegada de novas remessas, nem abertura de nova campanha. “No ano passado, nós devolvemos mais de 1000 doses de vacina contra a gripe. Tentamos segurar por mais um tempo, acreditando que as pessoas pudessem manifestar o desejo de receber a vacina, e olha que abrimos inúmeras oportunidades, assim como abrimos para a dose 1 da covid. Chegou um momento que a equipe disse ‘não, quem não tem interesse a gente infelizmente não vai buscar na sua casa para se vacinar’. Muitos municípios fizeram isso, mas nós não temos capacidade técnica para fazer”, ressalta.

Para a covid, também, ainda há doses em estoque no município, possibilitando que a secretaria abrisse mais uma oportunidade para dose 1, para adolescentes. “Nossa equipe está a disposição para a vacinação. Cada dose aplicada no braço é uma felicidade imensa, um alento”, afirma.

Entrevista tratou sobre o tema

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

2 Comentários

  1. Discordo dela, não tem como buscar as pessoa em casa uma a uma, mas poderiam disponibilizar um veículo com uma ou duas pessoas aptas para a aplicação de vacina para irem nos bairros. Poderiam fazer uma campanha nesse sentido de irem bairro por bairro outro detalhe são os horários para a vacinação. Poderiam estender este horário até umas 20 horas e inclusive aos finais de semana. As bonitas do posto de saúde não vão morrer se tiverem seus horários alterados durante um período, inclusive com a participação efetiva da secretária a qual eu duvido que saiba se quer abri uma embalagem de seringa, muito menos aplicar uma injeção. Essa é a Secretária do Embuste em Veranópolis. Se querem todos vacinados é do interesse público que se facilite este acesso. Essa resposta que ela deu foi no mínimo grosseira para não falar outra coisa.

  2. Eu acho que é uma das secretarias com mais veículos à disposição se não me engano, só perde para as obras e para a educação. Se fizessem vacinação mais seguido aos sábados ou em outros horários eu mesma iria me vacinar direto. A da gripe a qual a Vanessa cita que foi disponibilizada no salão da Gruta foi uma ótima iniciativa, mas o horário era péssimo e foi pouco divulgado. Teriam que ampliar o horário e fazer estes multirões de vacinação aos sábados mais seguido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios