Policial

Homem morto que teve corpo transportado por carrinho de mão foi morto a pauladas em SC por não dividir cachaça durante festa, diz polícia

Segundo o Portal NSC Total, a morte do homem de 44 anos que foi transportado sem vida em um carrinho de mão em Lebon Régis, no Meio-Oeste, foi motivada por uma briga por conta de bebida. Segundo a Polícia Civil, os três suspeitos do crime mataram a vítima na madrugada de segunda-feira (26) após ela ter se recusado a dividir uma garrafa de cachaça com os demais. Eles chegaram a dormir ao lado do cadáver e, só ao amanhecer, decidiram desová-lo.

Segundo o delegado Davi Matos, responsável pelas investigações, os quatro homens se reuniram no domingo (25) em uma propriedade que ficava às margens da SC-120. Em depoimento à polícia, os três suspeitos teriam dito que após a recusa da vítima em compartilhar a bebida começaram as agressões.

No momento em que foi interceptado pela polícia, o suspeito que transportava o corpo pela SC-120 negou a participação no crime e teria dito que foi obrigado a desovar a vítima. Contudo, com base nos depoimentos, o delegado Matos acredita que os três participaram do crime.

A polícia acredita que a vítima tenha sido morta com golpes de cabo machado e também tenha sido ferida com uma panela. Após matarem o homem, que era conhecido dos três, os suspeitos ainda dormiram no local ao lado do corpo e só na manhã de segunda-feira decidiram desová-lo.

Presos em flagrante, os homens foram encaminhados ao Presídio Regional de Caçador. A polícia aguarda a conclusão do laudo que vai determinar a causa da morte e também a perícia do local do crime. A casa onde aconteceu o assassinato ficava a poucos metros do local onde a polícia encontrou o carrinho de mão.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios