Baixo nível do rio Taquari foi responsável por dano no rebocador da balsa em Santa Bárbara

Uma pedra foi responsável pela interrupção do serviço de transporte da balsa entre os municípios de Santa Tereza e São Valentim do Sul no sábado, 10. De acordo com as informações divulgadas em nota pela prefeitura de Santa Tereza, em razão da falta de chuvas, o rio Taquari acabou baixando cerca de um metro, ocasionando o surgimento de pedras e atingindo o rebocador, responsável em puxar a balsa de um lado ao outro. O serviço voltou a funcionar na manhã de domingo, 11, após conserto do equipamento.

Em decorrência da situação, houve muita reclamação de motoristas que aguardavam na fila para utilizar o único meio de travessia desde setembro, quando a ponte pela ERS-431, foi destruída pela enchente.

A prefeitura de Santa Tereza disse ainda que a interrupção do serviço não tem ligação alguma com o estado de conservação da balsa e sim, por razões naturais em decorrência do baixo nível do rio.

Até a construção de uma nova ponte, sem data para sair, já que ainda são aguardados recursos do governo federal, a balsa deve ser o único meio de transporte entre um lado e outro.

Com informações do Jornal O Semanário.

Nota Oficial

“Ante a instalação da balsa licitada pelo Estado para realizar a travessia do Rio Taquari e as inúmeras críticas recebidas pela demora e problemas no funcionamento, vimos esclarecer que:

1. Desde a catástrofe de 4 de setembro de 2023, em que houve a queda da Ponte de Santa Bárbara, o Município de Santa Tereza atua diuturnamente pela reconstrução de tudo o que foi perdido, o que é de conhecimento de todos, e pela retomada de sua economia, que sofreu um impacto significativo.

2. Desde o início, deixamos claro que não teríamos condições de arcar com a reconstrução da Ponte, em específico, não somente por não ser uma responsabilidade do Município, mas também pelo alto custo que ela representa.

3. Buscamos, juntamente com outros prefeitos, uma solução paliativa, a qual demorou mais de cinco meses para ser instalada e entrar em funcionamento. Tal solução foi apresentada e licitada pelo Governo do Estado, ao qual somos gratos.

4. Nos responsabilizamos pela construção do acesso ao equipamento, o qual foi perfeitamente concluído, em tempo recorde, com apoio de municípios vizinhos, que também agradecemos imensamente.

5. Cerca de 24h após o início da operação, a balsa apresentou problemas mecânicos, ocasionados pelo rompimento de uma mangueira hidráulica, cujo conserto será providenciado pela empresa responsável com a maior agilidade possível.

6. É importante que seja esclarecido que, nestas mesmas 24h, o Rio Taquari baixou aproximadamente um metro. Estamos lidando com um recurso natural, contra o qual não podemos intervir. Além disso, neste mesmo tempo, uma fila de milhares de veículos se formou para realizar a travessia, fazendo com que a espera levasse várias horas.

7. Seremos incansáveis até a reconstrução da nova ponte e, diante da louvável iniciativa da classe empresarial e comunitária de Nova Roma do Sul, nos colocamos à disposição para todo o diálogo que venha a somar neste mesmo sentido, pois gostaríamos muito que algo semelhante ocorresse em nossa região. Mas é importante frisar que os valores para a reconstrução são extremamente diferentes, uma vez que em Santa Bárbara, além da ponte ser maior, toda a estrutura foi completamente danificada, desde os pilares até a cabeceira. A reconstrução precisará ser total.

8. Finalizando, salientamos que se torna insustentável e doloroso ouvir tantas críticas e acusações voltadas aos municípios envolvidos, uma vez que estes são completamente dependentes das esferas estadual e federal ou, então, de uma grande mobilização empresarial e comunitária para que a edificação se concretize.

Atenciosamente, Administração Municipal de Santa Tereza.”

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Podemos exibir anúncios para você?

Parece que você está usando um bloqueador. A exibição de conteúdo publicitário contribui para fazer a informação chegar a você, de forma fácil e gratuita. Por favor, libere a exibição de anúncios para liberar a visualização da notícia.