Médico é preso acusado de fraude contra IPE Saúde em Bento Gonçalves

Operação “Doppler” investiga esquema de cobrança de exames não realizados

Um médico foi preso em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, acusado de fraude contra o IPE Saúde, o plano de saúde do governo estadual. A operação, denominada “Doppler”, identificou um esquema de cobrança de exames não realizados, que teria causado um prejuízo de R$ 700 mil ao plano de saúde.

De acordo com a investigação, os médicos envolvidos no esquema utilizavam os cartões de saúde das pacientes que buscavam consultas ginecológicas para solicitar exames que, na realidade, nunca eram realizados. Os exames eram cobrados pelo IPE Saúde, que não tinha como verificar a sua realização.

A investigação teve início após o IPE Saúde detectar atividades suspeitas relacionadas a um número considerável de exames de imagem realizados por algumas pacientes. A polícia identificou que o médico preso era o principal responsável pelo esquema.

O médico preso foi detido preventivamente em uma clínica onde realizava plantão. Ele também foi alvo de um mandado de busca e apreensão, que foi cumprido em seu apartamento.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Podemos exibir anúncios para você?

Parece que você está usando um bloqueador. A exibição de conteúdo publicitário contribui para fazer a informação chegar a você, de forma fácil e gratuita. Por favor, libere a exibição de anúncios para liberar a visualização da notícia.