Homem é preso preventivamente por tripla tentativa de homicídio em Veranópolis

O caso envolveu uma criança de três meses

Uma tripla tentativa de homicídio que envolveu uma criança de três meses foi registrada no bairro Santo Antônio, em Veranópolis, no início de março. O crime resultou em uma prisão preventiva de um homem de 40 anos, realizada pela Polícia Civil com apoio da Brigada Militar na manhã desta quinta-feira (12). O fato ocorreu após um jogo válido pelo Campeonato Municipal de Futebol de Campo de Veranópolis, em um sábado à tarde. Segundo o delegado Tiago Madalosso Baldin, o caso iniciou com um antigo desentendimento entre os espectadores da partida.

“Após o jogo, um dos participantes saiu do Estádio Christian Alves da Silva, campo do União Castilhense, e ao chegar no entroncamento da Rua Ademir Simonetto com a Capitão Pelegrino Guzzo, encostou o veículo, possivelmente para avisar os outros amigos de que um grupo de rivais estaria aguardando na descida pelo bairro Santa Rita”, explica o delegado.

Chegando lá, o homem que foi preso nesta quinta, se deslocou juntamente com outras pessoas até esse veículo. Ele visualizou o carro que era ocupado pelo motorista, sua esposa e uma criança de três meses, filha do casal. De acordo com Baldin, o motorista viu o autor do crime sacar um revólver e saiu do local imediatamente, mas isso não impediu que o autor disparasse três vezes, um dos tiros atingiu o veículo, mais precisamente, o encosto do banco de trás, na mesma posição que estava o bebê conforto da criança.

“É uma tripla tentativa de homicídio, pois tinham três pessoas dentro do carro. Pelas costas o autor efetuou três disparos de arma de fogo, um transfixou o vidro. Foi duplamente qualificado por um motivo fútil que foi uma briga por jogo de futebol e também por impossibilidade de defesa das vítimas, pois estavam de costas, saindo de carro”, destaca.

O inquérito foi complexo, e por conta disso, demorou dois meses para ser finalizado. Foram investigadas imagens, testemunhas, inclusive com mapeamento da região. Isso levou à certeza da autoria do crime. De acordo com Baldin, o autor é um indivíduo com extensa ficha criminal pelos mais variados delitos, seja por crimes patrimoniais, tráfico de drogas ou organização criminosa. Ele nunca havia sido preso. O delegado acrescenta que essa prisão preventiva aponta que o trabalho investigativo correto e realizado com calma, dá resultado. Ele enaltece também o parecer do Ministério Público e a sensibilidade do Poder Judiciário.

Com o indivíduo preso será possível concluir as investigações e inclusive, de acordo com Baldin, isso trará mais paz àquela região após o fato. Vale destacar que havia também um mandado de busca e apreensão para a casa do indivíduo. Foi encontrada uma pequena quantidade de drogas, sendo assim, além de responder pela tripla tentativa de homicídio, ele responderá também pela posse de entorpecentes. Agora, há questões complementares para ser realizadas. O preso ainda não se manifestou. O inquérito será remetido ao Poder Judiciário e à análise do Ministério Público.

Assista a entrevista:

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios