Paróquias de Bento Gonçalves abrem o centenário da primeira Ordenação Sacerdotal de um padre nascido no município

No domingo, 27 de novembro, às 18h, no Santuário Santo Antônio, será celebrada a Missa de abertura; o jubileu centenário segue até o dia 26 de novembro de 2023, em sintonia com o Ano Vocacional do Brasil

O recém-aberto Ano Vocacional do Brasil, que segue até 26 de novembro de 2023, com o tema: “Vocação: graça e missão” e o lema: “Corações ardentes, pés a caminho”, que retrata a narrativa dos Discípulos de Emaús, terá sua primeira ação na Região Pastoral de Bento Gonçalves. No domingo, 27 de novembro, às 18h, no Santuário Santo Antônio, em Bento, será celebrada a Missa de abertura e o lançamento do selo das comemorações dos 100 anos da primeira Ordenação Sacerdotal de um padre nascido no município.

Em 11 de novembro de 1923, em São Leopoldo, foi ordenado sacerdote o padre Tomé Lunelli, natural da capela de São Valentim de Bento Gonçalves, hoje atendida pela Paróquia São Roque. Ele celebrou sua primeira Missa solene na Igreja Matriz, hoje Santuário Diocesano de Santo Antônio de Bento Gonçalves, em 15 de novembro de 1923. Padre Tomé atuou como padre diocesano da Arquidiocese de Pelotas.

De acordo com o coordenador da Região Pastoral de Bento Gonçalves e do Grupo Vocacional, padre Miguel Mosena, esse centenário quer resgatar, através de diversas ações, a importância de rezar e valorizar pelas vocações, em sintonia o projeto diocesano para o Ano Vocacional do Brasil. “Com isso, estão sendo programados momentos de orações para toda a comunidade, como vigílias de oração pelas vocações, pelos pais, pelas mães, pela vida religiosa, além de intensificar as atividades do Grupo Vocacional na cidade, que hoje conta com seis jovens”, salienta.

Ainda segundo padre Miguel, será feito um levantamento numérico dos padres naturais de Bento Gonçalves, a organização de materiais com testemunhos dos sacerdotes ainda vivos e, por fim, a celebração da Ordenação Sacerdotal do diácono Cristian Fabiani, em 2023, na Paróquia Cristo Rei.

Para o centenário, foi criado um selo comemorativo pelo jovem Jonathas Argile da Agência Argile, de Bento. A peça traz uma união entre o passado e o presente que relembram a importância e a seriedade da vocação sacerdotal para os nossos dias e para os tempos futuros.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios