Filho de homem assassinado e o corpo escondido em freezer em Santa Catarina diz que autora do crime é “fria” e “cruel”

Mateus Hoeckler, filho de Valdemir Hoeckler, assassinado pela mulher em Lacerdópolis e o corpo congelado no freezer da residência disse que Claudia Hoeckler, cometeu um crime “cruel” e “macabro”.

Ele mora em Concórdia se manifestou com um texto através da suas redes sociais e anexou um vídeo do pai conduzindo um veículo e fazendo algumas brincadeiras.

Disse ele: “Meu pai foi morto de forma cruel no dia 14, muita dor e tristeza nesses últimos dias, mas gostaria de destacar o principal sentimento que tive, o ódio”, escreveu. Ele também desmentiu Claudia, que confessou ter assassinado seu companheiro dizendo que seu pai era um homem violento e lhe agredia.

No decorrer do texto Mateus Hoeckler ainda desabafa que com o passar dos dias o “ódio” foi aumentando, já que desde as primeiras horas já desconfiava que Claudia estaria envolvida no desaparecimento de seu pai.

O jovem diz que surpreendeu a todos o local onde o corpo foi deixado. Se imaginava talvez o corpo em uma “vala”, próximo da residência, mas não congelado. “Isso foi cruel e macabro”, escreveu. Mateus Hoeckler diz que a cena do pai congelado, amarrado, com o rosto inchado e alguns ferimentos, foi a pior coisa da sua vida.

Reiterou ainda que Claudia é “fria e cruel” e está tentando enganar a população dizendo ser “vítima” de violência doméstica. “Não acreditem em tudo que sai por aí, lembrem-se que a Cláudia está com o acompanhamento de advogados que farão de tudo para reduzir sua pena”, esclarece Mateus Hoeckler.

“Não defenda essa mulher, ela é uma assassina e está tentando te enganar. Espero que a justiça seja feita, que ela pague por tirar do mundo um homem honesto e trabalhador”, encerrou.

Fonte: Atual FM 

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios