Polícia elucida homicídio ocorrido dentro de hospital em Garibaldi

Em entrevista coletiva realizada na tarde desta quinta-feira, 22, o delegado de polícia de Garibaldi, Clóvis Rodrigues de Souza, anunciou a elucidação do caso envolvendo a morte de Rodrigo da Silva, assassinado a tiros dentro do Hospital Beneficente São Pedro na madrugada do dia 15 de agosto, as informações são da Rádio Garibaldi.

A entrevista reuniu, além dos meios de comunicação, policias de Garibaldi e Bento Gonçalves, e o delegado regional de polícia, Augusto Cavalheiro Neto, e técnicos do Instituto Geral de Perícias.

De acordo com o delegado, a elucidação se deu através de dois fatores: em primeiro, a análise minuciosa das imagens das câmeras de monitoramento do Hospital. E em segundo, um trabalho especial da perícia. O assassino, ao fugir, encostou as mãos no vidro da porta de um quarto do hospital. Através das imagens que mostravam ele encostando nessa porta, e da verificação das impressões digitais, chegou-se ao nome de Moisés Pereira da Veiga.

Motivação do crime – De acordo com as investigações, Rodrigo da Silva foi o responsável pela morte de Paulo Reuhs, 56 anos, morto a tiros no bairro Bela Vista I no dia 8 de agosto. Ainda de acordo com Clóvis, naquele dia o alvo não seria Paulo, mas sim Moisés (que não estava em casa no dia) e sua filha. Paulo morreu ao defender a filha de Moisés. Com medo da família ser alvo novamente, Moisés foi até a casa da namorada de Rodrigo na madrugada de 14 de agosto para matar o desafeto. Na oportunidade, Rodrigo foi alvejado com apenas um tiro e foi socorrido ao Hospital. E, na madrugada seguinte, o próprio Moisés foi até o São Pedro para completar o crime. A motivação, segundo o delegado, seriam desavenças antigas entre os dois.

Moisés está recolhido ao Presídio Regional de Bento Gonçalves. Ainda segundo o delegado, além do Rodrigo, outro homem participou da morte de Paulo, o qual já foi identificado, porém sua identidade não foi divulgada.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios