Estudo descobre por que ovo ajuda a manter o corpo magro

Pesquisadores espanhóis da Universidad de Castilla-La Mancha afirmam que pessoas que incluem na dieta uma boa quantidade de ovo por semana tendem a ter o corpo mais magro. O estudo, publicado na revista científica Clinical Nutrition, envolveu 355 pessoas entre 18 e 30 anos.

A análise revelou que aquele que comiam ovos regularmente (5 ou mais por semana) apresentavam um IMC e porcentagem de massa gorda mais baixos do que aqueles que comiam um ovo ou nenhum por semana.

Aqueles que não comiam ovos tinham, em média, um IMC de 23,5 em comparação com um IMC de 22,4 para os participantes que comiam mais de cinco por semana.

Os participantes que comiam mais ovos (5 ou mais por semana) também apresentavam níveis mais altos de massa muscular magra e diminuição da gordura corporal.

O estudo, no entanto, não considerou a forma de preparo do ovo, se frito, mexido ou cozido.

Alto teor de proteína

“O aumento do consumo de ovos melhora a composição corporal através do aumento da ingestão de proteínas de alta qualidade”, explicou a autora principal do estudo, Miriam Garrido-Miguel.

A proteína ajuda na perda de peso porque é extremamente saciante. Para se ter ideia, um ovo grande fornece aproximadamente 6 gramas de proteína.

Outro ponto favorável do ovo, de acordo com os pesquisadores, é que é um dos alimentos mais sustentáveis devido ao baixo custo e alto valor nutricional.

“Os ovos representam a mais barata fonte de proteína animal, ferro, vitamina A, vitamina B12, folato, colina e riboflavina e a segunda fonte de menor custo para cálcio e zinco. E vários estudos mostraram que o colesterol do ovo não é bem absorvido e o consumo de ovos não afeta significativamente a concentração de colesterol no sangue.”

(Informações Catraca Livre)

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios