Casos confirmados de varíola dos macacos chegam a 34 no Rio Grande do Sul

O Rio Grande do Sul já registra pelo menos 34 casos confirmados e 133 suspeitas de contágio por monkeypox – a “varíola dos macacos” – desde o dia 13 de junho. De acordo com estatística atualizada nesta sexta-feira (12) pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), os testes positivos estão distribuídos em 13 cidades gaúchas.

– Porto Alegre (10).

– Canoas (3).

Caxias do Sul (3).

– Novo Hamburgo (3).

– Viamão (3).

– Garibaldi (2).

– Igrejinha (2).

– Uruguaiana (2).

– Campo Bom (1).

– Esteio (1).

– Passo Fundo (1).

– Santo Ângelo (1).

– São Marcos (1).

– Uruguaiana (1).

Transmissão comunitária

Também nesta sexta-feira, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) confirmou que Porto Alegre já tem transmissão comunitária de “monkeypox”. A situação se configura quando não é possível rastrear a origem do contágio, indicando assim que o vírus circula independentemente de os infectados term ou não viajado.

Tanto é assim que a cidade acumula dez testes positivos da doença e, desses, metade não se ausentou da capital gaúcha.

No meio da semana, o avanço da doença no Estado levou o governo gaúcho a emitir alerta epidemiológico. O documento reforça medidas a serem adotadas pelos serviços públicos ou particulares do setor, tanto em âmbito estadual quanto municipal.

Dentre as diretrizes está a necessidade de que os casos suspeitos da doença sejam comunicados de forma imediata pelos profissionais de saúde às prefeituras e à pasta estadual da setor, bem como a coleta de amostras para confirmação de diagnóstico em laboratório.

Também preconiza o isolamento social dos infectados (assim como já é realizado em casos de coronavírus), bem como a identificação e monitoramento de contatos próximos ao indivíduo com suspeita ou confirmação de contágio pela varíola dos macacos.

Informações O Sul.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios