Caixa retornará ao FGTS R$ 9,2 bi não usados no saque extraordinário

A Caixa Econômica Federal vai retornar para as contas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) R$ 9,2 bilhões em recursos do saque extraordinário do fundo que foram creditados automaticamente nas contas digitais Caixa Tem mas não foram movimentados pelos titulares. O retorno começará no sábado (6).

Segundo o banco, os valores vão retornar às contas com a correção devida. A lei 14.075/2020, que regula as poupanças sociais digitais, determina que os valores retornem para as contas do FGTS corrigidos caso não sejam movimentados pelos titulares em até 90 dias após o período de saque.

A Caixa afirma que neste ano, no saque extraordinário do FGTS, foram liberados cerca de R$ 30,1 bilhões em recursos para aproximadamente 43,7 milhões de trabalhadores com direito ao saque. Trabalhadores que movimentaram valores do saque, bem como os que solicitaram o saque por meio do aplicativo FGTS, não terão os recursos retornados à conta no fundo.

Mesmo nos casos em que os valores forem retornados, será possível solicitar o saque até 15 de dezembro, pelo app do FGTS. O crédito será feito na conta digital Caixa Tem em até 15 dias.

Neste ano, foram liberados saques de até R$ 1.000 por trabalhador, com saque uma única vez.

Em caso de dúvida, os trabalhadores devem acessar o app FGTS, no menu “Saque Extraordinário”, ou os demais canais oficiais da Caixa, como o telefone 4004-0104, para capitais e regiões metropolitanas, e o 0800 104 0104, para demais regiões.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios