Trenzinho está de volta à Redenção em Porto Alegre

O famoso trenzinho do Parque Farroupilha (Redenção) volta a funcionar neste sábado, 14. O retorno da atividade está previsto para as 9h, se não chover, e se soma às outras atrações que a Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Urbanismo e Sustentabilidade (Smamus) vem trabalhando para devolver ao parque. “Os passeios de trenzinho complementam as atividades de entretenimento da Redenção, como a volta dos pedalinhos, já em operação, e o Refúgio do Lago, complexo gastronômico que abre oficialmente ao público dia 19. Estas iniciativas trazem mais vitalidade ao parque e juntas fortalecem o potencial turístico da Redenção”, destaca o secretário Germano Bremm.

O ponto de saída para os passeios de trem é o antigo prédio do postinho, próximo ao espelho d’água, onde funciona a bilheteria. Em torno do prédio, tombado pelo patrimônio histórico, foram colocados vasos e plantas, ornamentando o local. A Secretaria Municipal de Cultura (SMC) cedeu bancos da década de 30 que foram revitalizados e colocados ao lado de um poste antigo, emprestado pelo Departamento de Iluminação Pública, próximo a outro com as palavras “pare”, “olhe” e “escute”. Todo este conjunto buscar dar a ideia de uma antiga estação de trem.

Dividida em dois vagões, com capacidade para 20 pessoas cada, a atração irá funcionar diariamente, das 9h às 18h, com possibilidade de horário estendido nos meses de verão. O tempo de viagem será em torno de 15 minutos, com valores de ingresso a partir de R$ 15. O percurso passa pelo lago, em direção ao Monumento ao Expedicionário, dando a volta no parque. “Futuramente, o trem vai parar durante o percurso em alguns locais, não definidos ainda. São três possíveis pontos de parada, a serem previstos no decorrer da operação, talvez ligando as atrações”, pondera Isabel Sokolnik, diretora da Sólidos Equipamentos Infantis, empresa que venceu a licitação para operar o trenzinho em abril do ano passado.

Os usuários do parque consideram a atração muito bem-vinda. Para a corretora de imóveis Simoni Canani, 60 anos, a atividade já se tornou uma tradição familiar. “Eu vinha quando era criança, andava no trem. Depois, trazia minha sobrinha e agora irei trazer a filha dela. São três gerações andando no trenzinho. Virou uma tradição familiar”, conta, enquanto admira o vagão.

O projeto do trem é do engenheiro João Sokolnik e da arquiteta Mônica Gastaud. O equipamento possui acessibilidade e acessórios de segurança, como freio independente e cinto para todos os passageiros. A locomotiva é movida a diesel limpo, com painéis fotovoltaicos para gerar energia e movimentar todos os equipamentos.  

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios