Rio Grande do Sul amplia público para segunda dose de reforço contra a Covid-19

Os municípios gaúchos podem organizar e começar a vacinar com a segunda dose de reforço da vacina contra a covid-19, a partir da tarde desta quinta-feira (19/05), os idosos acima de 60 anos, desde que preenchido o intervalo de quatro meses desde a última dose. A medida foi tomada através de pactuação entre a Secretaria Estadual da Saúde e Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (COSEMS/RS).

Segundo a secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann a ampliação busca manter os baixos índices de casos graves e óbitos pela doença na faixa etária mais suscetível à pandemia.

De acordo com a orientação do Ministério da Saúde, a segunda dose de reforço deve ser aplicada com o imunizante da Pfizer ou com as vacinas da Janssen e Astrazeneca, independentemente da dose utilizada anteriormente. O intervalo deve ser de quatro meses após a primeira dose de reforço.

Até então, a segunda dose de reforço era recomendada apenas para idosos acima de 70 anos, imunocomprometidos, além das pessoas com mais de 60 anos que vivem em instituições permanente. Estudos mostraram que essa estratégia aumenta em mais de cinco vezes a imunidade uma semana após a aplicação.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios