Médico ginecologista torna-se réu por violação sexual de 12 vítimas na cidade de Ijuí

Um médico ginecologista de Ijuí tornou-se réu em um processo criminal de violação sexual envolvendo doze vítimas. A denúncia do Ministério Público (MP) foi recebida nesta semana pelo juiz criminal do Foro da cidade, Eduardo Giovelli. São narrados delitos que teriam ocorrido por uma década, entre 2011 e 2021.

Segundo a denúncia, ao realizar os procedimentos ginecológicos, o médico abusava sexualmente das mulheres alegando ter se especializado em Sexologia. Algumas das vítimas seriam suas pacientes desde a adolescência. O Ministério Público pede a condenação do réu pela prática de atos libidinosos diversos da conjunção carnal mediante fraude.

Uma das vítimas relatou que após a coleta do material para o exame preventivo de colo de útero (papanicolau) questionou se a vítima sabia onde ficavam os seus pontos de prazer, dizendo que mostraria a ela passando a realizar movimentos de masturbação. Na maioria dos casos, ele pedia uma nota sobre o ato praticado. Enquanto praticava os abusos, se utilizava de termos técnicos com a intenção de enganar as vítimas.

Conforme informações do magistrado, o Conselho Regional de Medicina (Cremers) foi notificado para adoção das medidas pertinentes em razão da gravidade dos fatos narrados. Não houve pedido de prisão preventiva nesta fase do processo.

O processo tramita em segredo de justiça.

Informações TJ/RS

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios