Cursos do Campus Veranópolis do IFRS recebem conceitos 5 e 4 em avaliação do MEC

Os outros dois cursos avaliados são dos Campus de Porto Alegre e Caxias do Sul

Quatro cursos do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) passaram por avaliação do Ministério da Educação (MEC) para reconhecimento no final do mês de abril de 2022. Três conquistaram o conceito máximo (5) e um obteve o conceito “muito bom” (4). Dois deles são do Campus Veranópolis, confira:

  • Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas do Campus Veranópolis – conceito 5
  • Curso Superior de Tecnologia em Processos Gerenciais do Campus Veranópolis – conceito 4
  • Engenharia de Produção do Campus Caxias do Sul – conceito 5
  • Letras Português e Espanhol do Campus Restinga (POA) – conceito 5

A avaliação é a última fase do processo de reconhecimento de um curso de graduação e ocorre quando um novo curso integraliza entre 50% e 75% da matriz curricular. A realização é do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do MEC. O objetivo é identificar as condições de ensino oferecidas aos estudantes, em especial se as condições relativas ao perfil do corpo docente, às instalações físicas e à organização didático-pedagógica estão de acordo com o Projeto Pedagógico do Curso. Esse reconhecimento é uma condição para a validade nacional dos diplomas emitidos pela instituição.

Uma comissão de especialistas da área de conhecimento do curso em avaliação faz uma visita  in loco, quando verifica evidências a respeito das informações constantes do processo de solicitação de reconhecimento encaminhado pela instituição. Os avaliadores usam como base o Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação. Pela primeira vez para o IFRS, essa avaliação in loco ocorreu de forma virtual. Foram realizadas reuniões on-line com dirigentes, docentes, técnicos, Comissão Própria de Avaliação e estudantes. E ocorreram ainda visitas ao vivo, com geolocalização, quando o coordenador de cada curso pôde mostrar salas de aula, acessibilidade, laboratórios, biblioteca, entre outras instalações físicas.

A chefe do Departamento de Avaliação Institucional e procuradora educacional do IFRS, Margarida Prestes de Souza, ressalta que o resultado obtido na avaliação é fruto do trabalho realizado pelo campus e pela Reitoria desde a criação do Projeto Pedagógico do Curso. “Para os avaliadores, o ponto alto é quando os estudantes, normalmente na última reunião da visita, confirmam tudo o que foi mencionado anteriormente, isto é, a excelente qualidade é comprovada por aqueles que são o motivo de o campus e de o curso existir naquele endereço”, explica Margarida.

O pró-reitor de Ensino, Lucas Coradini, destaca a importância da avaliação dos cursos, que acaba por incentivar a instituição a buscar a excelência e também demonstra os resultados positivos para a sociedade. “Ao fundo, avalia toda a instituição em aspectos como ensino, pesquisa, extensão, responsabilidade social, gestão, infraestrutura e qualificação docente, nos desafiando a buscar o melhor em cada uma dessas dimensões”, observa o pró-reitor, complementando: “Para o estudante, significa ter acesso a uma educação de excelência, que possibilitará melhores perspectivas em sua trajetória profissional”. Lucas lembra também que os resultados positivos contribuem para o reconhecimento do IFRS junto à sociedade, fortalecendo a imagem institucional e sua inserção em nível regional e nacional.

Fonte: IFRS

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios