Andarilho acusado de zoofilia contra cachorra é preso em Santa Catarina

Catarina, acusado de zoofilia. Ele era procurado pela polícia desde a semana passada, quando a Justiça decidiu mandá-lo para a cadeia por fazer sexo com uma cachorra na cidade de Catanduvas, no Oeste do Estado. Os crimes foram registrados por uma câmera de segurança, as informações são do Portal NSC.

A delegada Fernanda Gehlen da Silva conta que a investigação começou em fevereiro. Imagens ajudaram a identificar o homem, que por mais de uma vez invadiu o pátio de uma casa, entrou no canil e violentou a cadela. Entretanto, ela argumenta que naquele momento não havia motivos para pedir a prisão do suspeito.

O inquérito foi concluído e enviado ao Ministério Público, que aceitou a denúncia e o processo estava tramitando normalmente. Até que no começo de abril o episódio se repetiu. A Justiça então emitiu uma ordem de prisão, mas o homem já havia desaparecido e órgãos públicos foram alertados da situação.

Nesta terça-feira (12), quando ele apareceu no serviço social pedindo ajuda com uma passagem, acabou preso. A delegada conta que o homem é um andarilho. Em Itapema disse que precisava viajar a Catanduvas, onde cometeu zoofilia, para encontrar o irmão, mas Fernanda diz que ele não tem parentes na cidade.

Agora o acusado vai aguardar decisão da Justiça, se fica no Litoral ou se será transferido ao presídio de Joaçaba enquanto aguarda julgamento. A delegada conta que o alvo do homem era sempre a mesma cachorrinha. O animal foi levado ao veterinário pelos tutores e está recebendo atendimento.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios