Bolsonaro comemora redução de 80% das multas no campo: “Paramos de ter problemas com a questão ambiental”

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que o agronegócio parou de ter “grandes problemas com a questão ambiental”. Em discurso durante a abertura do Circuito Agro, do Banco do Brasil, Bolsonaro celebrou principalmente a redução no número de multas aplicadas a propriedades rurais que, de acordo com o presidente, foi de 80%.

“Paramos de ter grandes problemas com a questão ambiental, especialmente no tocante à multa. Tem que existir? Tem. Mas conversamos e nós reduzimos em mais de 80% as multagens no campo”, disse Bolsonaro.

O presidente celebrou ainda dois nomes de seu governo que, segundo ele, teriam sido essenciais para essa mudança: a ministra Tereza Cristina, da Agricultura, e o ex-ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

Salles deixou o cargo em meio a acusações sobre o aumento do desmatamento na Amazônia e uma investigação na Polícia Federal sobre sua relação com madeireiros.

“Escolhemos uma excelente pessoa, que na verdade foi uma sugestão do parlamento, a ministra Tereza Cristina. Uma pessoa simplesmente fantástica, que encarna todo o sentimento do homem do campo, bem como o ministro Salles, do Meio Ambiente.”

Segundo Bolsonaro, a redução das multas foi um avanço. De acordo com o presidente, a política foi adotada após um direcionamento para que se fosse realizada, inicialmente, uma advertência. Bolsonaro celebrou ainda a regularização de terras, a flexibilização do porte de armas dentro das propriedades rurais e a diminuição das invasões do Movimento dos Sem Terra.

“Obviamente quem vai fazer uma inspeção ou dar uma incerta no campo, tudo bem, é um direito, apurar uma denúncia. Mas o primeiro momento é advertir, é dialogar, e no segundo momento a multagem”, afirmou.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios