Auxílio emergencial 2022 terá complemento de até R$ 3 mil; saiba quem irá receber

O governo federal irá liberar uma cota complementar do auxílio emergencial em 2022. Os beneficiários serão pais solteiros ou chefes de família que cuidam dos filhos sozinhos, sem ajuda de companheira ou cônjuge.

O intuito da complementação é o de equiparar o valor recebido pelas mães monoparentais entre abril e agosto de 2020. Na ocasião, apenas as mulheres receberam duas cotas, cujo valor era de R$ 1,2 mil, totalizando R$ 6 mil no caso das cinco parcelas.

Já os pais solteiros chefes de família foram vetados pelo presidente do pagamento em dobro. No entanto, após derrubada da decisão pelo Congresso, a cota complementar acabou sendo estendida oficialmente para homens monoparentais, conforme traz a lei 14.171/21.

O pagamento será pago àqueles que se cadastraram pelo aplicativo ou site do auxílio emergencial e também tiveram acesso ao benefício por meio do antigo Bolsa Família e inscrição no Cadastro Único.

Não será necessário se inscrever, pois os homens provedores da família serão selecionados de forma automática. Mas atenção: não será feito o pagamento adicional caso tenha na família mulher que recebeu a cota dupla de R$ 1,2 mil do auxílio emergencial em 2020.

Segundo o Ministério da Cidadania, os pagamentos complementares irão beneficiar cerca de 1,283 milhão de famílias de homens monoparentais.

Apesar de ainda não definir uma data de pagamento do retroativo, o governo federal já abriu um crédito extraordinário no valor de R$ 4,1 bilhões para ser usado no custeio dos pagamentos. (Blog do Juares)

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios