Geral

Homem arrasta, violenta e executa cão em Caxias do Sul

Na noite deste sábado (27), por volta das 23hrs, um cachorro vira-lata carmelo foi encontrado pendurado pelas patas em uma árvore no Parque Getúlio Vargas (Macaquinhos), área central de Caxias do Sul. Esta não é a primeira vez que um crime deste tipo acontece na cidade, as informações são do Portal Leouve.

A denúncia se deu após uma testemunha ter visto o homem arrastando o cachorro através de uma corda até o parque. Ao ver a cena, a mulher, que não vamos identificar, entrou em contato com a ONG Sem Raça Definida e apavorada fez o relato. Imediatamente os voluntários da ONG acionaram a Guarda Municipal e se dirigiram até o local em busca do cão.

Infelizmente, quando o animal foi encontrado já estava sem vida. Ele estava pendurado pelas patas traseiras no galho de uma árvore. Segundo o relato da diretora da ONG para a equipe do Portal Leouve, o reto do cão se encontrava machucado e inchado. Tanto o corpo quando o tecido, que amarrava o animal foram encaminhados a uma clinica para conservação, e amanhã vão passar por um exame de necropsia.

Um boletim de ocorrência foi registrado e a polícia segue com as investigações. O suspeito estaria vestindo bermuda e uma camiseta branca listrada de manga curta.

Em julho do ano passado o mesmo fato aconteceu na cidade, curiosamente ambos os cães eram machos, vira-latas e de pelo cor caramelo. Outro ponto que chama a atenção é de que o segundo crime aconteceu exatamente no mesmo local do delito de 2020, com apenas alguns passos de diferença.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios