Policial

DRACO desarticula organização que extorquia revendas de carros na Serra Gaúcha

Na manhã desta sexta-feira, 26 de novembro, a Polícia Civil, por meio da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO) Caxias do Sul, deflagrou a 1º fase da Operação Libera Terra, ocasião em que foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão, sendo três em Caxias do Sul e dois em outras cidades da região da serra.

A ação, decorrente de uma investigação que durou aproximadamente três meses, identificou um grupo criminoso organizado que visava extorquir donos de revendas de veículos em toda a região serrana deste Estado.
Os mandados estão sendo cumpridos nos bairros Charqueadas e Bela Vista e na Penitenciária Estadual de Caxias do Sul (apanhador), Parobé e Presídio de Montenegro.

Nesta fase da investigação, os Policiais identificaram que o líder do grupo comandava os crimes do interior do sistema prisional, através do uso de um aparelho de telefone celular. Os demais integrantes da organização intimidavam as vítimas, depredando os estabelecimentos comerciais, enviando mensagens com ameaças – inclusive de morte – e recebiam, em suas contas bancárias, os valores pagos pelas vítimas.

A investigação ouviu mais de quarenta empresários, donos de revendas de veículos, todos vítimas do mesmo crime.
Esta fase da operação visa o aprofundamento da investigação, que se dará a partir da análise dos documentos e aparelhos de telefone celular apreendidos. Importa ressaltar que todos os alvos estão identificados e sendo monitorados pela Polícia.

Os cumprimentos dos mandados contaram com o apoio operacional dos três distritos policiais de Caxias do Sul, bem como a Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DPHPP) e o Grupo de Ações Especiais da Susepe (GAES).

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios