Geral

Após xingar Bolsonaro, mulher é presa pela PRF

Após xingar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na manhã deste sábado (27), enquanto ele acenava aos motoristas na Via Dutra em Resende (RJ), uma mulher de 30 anos foi presa. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) abordou o carro onde ela estava e encaminhou o caso a agentes da Polícia Federal (PF), que estavam no local em apoio à segurança do presidente.

A mulher, que estava como passageira do veículo, foi levada para a delegacia de PF de Volta Redonda (RJ), onde foi feito registro de um termo circunstanciado pelo crime de injúria. Ela só foi liberada após assumir compromisso de comparecer em juízo, como determina a lei, informou a PF em nota.

Palavras de baixo calão

A PRF informou que a mulher “proferiu palavras de baixo calão e xingamentos” dirigidos a Bolsonaro.

“Como sempre faz, o presidente se deslocou à margem da rodovia para cumprimentar os PRFs e acenar para os veículos que por lá passavam quando a passageira de um veículo, ao passar pelo presidente, proferiu várias palavras de baixo calão e xingamentos”, disse um dos trechos do texto.

Bolsonaro foi a Resende para participar da formatura de 391 cadetes do 4º ano da Turma Dona Rosa da Fonseca da Aman (Academia Militar das Agulhas Negras) e disse que sua formação militar foi mais difícil do que ocupar a Presidência. O mandatário se formou na academia em 1977.

Ele estava acompanhado do vice-presidente, general Hamilton Mourão (PRTB), do ministro da Defesa, general Braga Netto, do ministro do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), general Augusto Heleno, do ministro da Secretaria-Geral da Presidência, general Luiz Eduardo Ramos, e de outras autoridades.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios