Geral

Acidente com ônibus mata 45 na Bulgária; 12 crianças estão entre as vítimas

Pelo menos 45 pessoas, incluindo 12 crianças, morreram nesta terça-feira (23) em um acidente que envolveu um ônibus que transportava principalmente turistas da Macedônia na Bulgária, informou o ministério do Interior búlgaro. O veículo aparentemente bateu em uma barreira lateral na rodovia e pegou fogo.

Sete pessoas que saltaram do ônibus em chamas foram levadas às pressas para um hospital na capital Sófia. Autoridades não informaram a identidade das vítimas.

A causa do acidente ainda não foi esclarecida. O chefe do serviço de investigação búlgaro, Borislav Sarafov, disse que quatro ônibus de uma agência de viagens da Macedônia do Norte entraram na Bulgária na noite de segunda-feira (22) vindos da Turquia. “Erro humano do motorista ou avaria técnica são as duas versões iniciais do acidente”, disse ele.

“Temos uma tragédia enorme”, lamentou o primeiro-ministro interino da Bulgária, Stefan Yanev. “As pessoas foram reduzidas a cinzas”, resumiu o ministro do Interior, Boyko Rashkov. “A imagem é apavorante, apavorante. Nunca vi nada parecido”, acrescentou.

O acidente aconteceu na rodovia Struma cerca de 45 km (28 milhas) a oeste de Sófia por volta das 2:00 da manhã. O ministro das Relações Exteriores da Macedônia, Bujar Osmani, disse que o grupo de ônibus estava voltando para Skopje de uma viagem de fim de semana em Istambul. “Estou apavorado. Esta é uma grande tragédia”, disse o primeiro-ministro da Macedônia, Zoran Zaev, ao canal de televisão privado BTV.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios