Policial

No Litoral Norte, mulher dopou filho e jogou no Rio Tramandaí sem saber se estava morto

“Esse caso é uma das coisas mais horrendas que já vi”, afirma delegado

Foi presa nesta sexta-feira, 30, a mulher de 26 anos que confessou ter matado o próprio filho, de apenas 7 anos. A frieza dela e os requintes de crueldade do fato chocaram os investigadores. Ela contou ter dopado a criança com antidepressivos e colocado o corpo em uma mala, durante a madrugada de quinta-feira. Em seguida, teria saído com a companheira da casa onde moravam, na área central de Imbé, e caminhado até as margens do Rio Tramandaí, ponto turístico conhecido por todos no RS.

Lá, ela tirou o menino da mala e jogou no rio. Ela disse à polícia que não sabia se a criança estava morta ou não. “Esse caso é uma das coisas mais horrendas que já vi”, afirma o delegado, Antônio Carlos Ratcz. A investigação ainda vai apurar o envolvimento da companheira da assassina confessa. De acordo com a polícia, ela demonstrou problemas cognitivos.

As buscas pelo corpo do menino continuam nesta sexta-feira.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios