Geral

Cozinheiro que reclamou de ter de cozinhar para Bolsonaro chegou a ser preso, diz imprensa nacional

Segundo o Portal Metropoles, na manhã da quinta (8), agentes federais chegaram a prender um funcionário de um hotel onde o presidente Jair Bolsonaro era esperado para jantar na noite desta sexta (9).

O cozinheiro do hotel, tão logo soube que cozinharia para Bolsonaro, escreveu nas redes sociais a seguinte declaração: “Vou ter que cozinhar para este diabo ainda, que raiva”. Foi o que bastou para ser preso e o evento, no hotel, cancelado por razões de segurança. O jantar da sexta-feira foi oferecido em outro hotel da região.

Mais tarde, depois de depor e de ser liberado, ele pediu desculpas públicas pela reclamação que fez, saiu das redes sociais, mas já era tarde. A dona do hotel, que mora em Santa Catarina, esteve em Bento Gonçalves. O cozinheiro foi suspenso por três dias.

Na internet, o post do cozinheiro bombou, na Câmara, o deputado bolsonarista Bilbo Nunes (PSL-RG) subiu à tribuna para denunciar, com ar grave, uma “ameaça de morte a Bolsonaro”, atribuindo-a a “um numeroso grupo de pessoas”.

Bolsonaro está no Rio Grande do Sul para participar hoje, de mais uma passeata de motociclistas que defendem sua reeleição. Agentes federais investigam os autores de comentários nas redes.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios