Geral

Vídeo: Lobisomem foi atropelado em Realeza? Entenda o caso

Uma internauta entrou em contato com a CGN preocupada com uma informação que recebeu via whatsapp. De acordo com áudios e vídeos recebidos, a história retomava o assunto que já foi polêmica já um tempo atrás: O Lobisomem de Realeza.

As publicações que estão circulando nas redes sociais de moradores paranaenses, afirmam que um suposto lobisomem teria sido atropelado por um caminhão. Segundo a história, seria o mesmo animal que estaria assustando os moradores de Realeza desde março, e que também já teria passado por Cascavel, no Jardim Universitário.

No vídeo é possível ver o animal ensanguentado e agonizando, sendo que uma sirene também pode ser notada.

Em um dos áudios, uma voz masculina aponta que a cabeça do animal lembra a de um cachorro, enquanto o corpo gigante lembraria o de um homem.

O vídeo acabou se tornando um viral e muitos cascavelenses acabaram recebendo o vídeo. Muitos não acreditaram, porém alguns ficaram preocupados devido aos áudios que acompanhavam as imagens, que criaram toda uma história por cima do suposto lobisomem.

Porém, este vídeo não passa de uma brincadeira!

A história foi criada a partir de um conteúdo publicado nas redes sociais de um artista norte-americano. O lobisomem na verdade trata-se de uma escultura de Joseph-Rob Cobasky, famoso por abordar temas sombrios em suas obras.

O artista faz frequentes publicações em suas redes sociais com as obras que cria, incluindo a do suposto lobisomem atropelado.

Aliás, já faz algum tempo que este mistério já foi resolvido. Porém, o assunto continua deixando muitos internautas assustados.

Não compartilhe conteúdo duvidoso!

Compartilhar Fake News é crime e pode ter consequências jurídicas sérias. Então muito cuidado na hora de repassar conteúdo para seus amigos, pois assim como no caso do lobisomem, muitas pessoas foram afetadas e ficaram com medo da história. Porém dependendo do conteúdo, as complicações podem ser mais sérias.

Informações Portal CGN.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios