Notícias

Transformando sentimentos em palavras: conheça o trabalho da escritora veranense Cristina Zanella

Cristina escreve desde a sua infância e lançou seu primeiro livro com 15 anos

Muitas pessoas transformam seus sentimentos em palavras, utilizando como ferramenta a língua portuguesa. Esses indivíduos são os escritores, que por meio do que parece ser uma simples junção de letras e frases, conseguem tocar o leitor, mudar suas percepções e transformá-lo. Uma das pessoas que possuem essa capacidade é Cristina Zanella, escritora veranense de 21 anos, que desde cedo sempre teve a escrita como sua forma de conversar com o mundo e encantar.

Forma de expressão

Para Cristina, que possui a timidez como uma característica, escrever é uma forma de se expressar, de falar e de se conectar com os outros. Desde jovem, ela se valeu dessa estratégia, que com o tempo, virou paixão.

– Eu me encontro nas palavras, é meu jeito de me expressar – frisa a escritora.

Seu primeiro contato com a escrita data para a época de sua alfabetização. Cristina, com cerca de sete anos, já escrevia histórias infantis. Com textos “de criança para crianças” ela começou a ver o mundo de outra forma e desenvolveu uma paixão que teve data de começo mas que não possui de fim. Com cerca de 10 anos, já escrevia seu primeiro romance poético, que culminou no lançamento do seu primeiro livro: “A Garota dos Olhos Azuis”. A publicação ocorreu quando a jovem tinha 15 anos.

Após a primeira obra, a evolução foi contínua para a escritora, inclusive no seu estilo de escrita, visto que ela passou a focar-se em poemas. Ao participar de concursos nacionais e internacionais, se apresentou como destaque. Dois exemplos disso são os concursos “Alma de Poeta” e “Mulheres das Letras”, os quais culminaram em livros publicados, nos quais, constam o sentimento de Cristina, externado por meio de palavras. Além dessas, outras produções contaram com a presença da escritora (imagem abaixo).

Todo esse aprendizado e sucesso culminou, neste ano de 2021, na publicação de seu segundo livro, “A intensidade do tempo”. Um compilado de poemas, a obra, mais uma vez, oportunizou que a jovem transformasse seu sentimentos em palavras.

A escritora, leitora

A leitura, conta Cristina, é o principal fator que a fez e faz escrever. Uma leitora voraz, afirma que os livros que lê auxiliam a torná-la uma boa escritora. Além disso, o incentivo de professoras, que a apoiaram durante sua trajetória no ensino fundamental e ensino médio, foi elemento chave para seu desenvolvimento e consolidação na área.

Para o futuro, a jovem planeja outras produções. Além da escrita de novos textos, um curta metragem deverá ser gravado, em 2022, em Veranópolis, com seu roteiro próprio. Com o enfoque com a democratização da literatura veranense, desenvolve o projeto on-line “Letras e olhares”, que conta a história de escritores e escritoras da cidade. A paixão da jovem, que é inata, a torna uma pessoa completa e completa, também, seus leitores, que se encantam pela sensibilidade da escritora.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios