EsportesStudio Sports

Um time se formando, mas… – Caxias 1×2 Grêmio (Campeonato Gaúcho – Semifinal)

Mais uma vez um Grêmio instável, não passando muita confiança.

Começa bem, ensaia umas jogadas, uma saída de bola um pouco mais ágil com Thiago Santos, mas do nada para, toma pressão e começa o pânico da bola aérea. Até que leva um gol e acorda.

Parece que virou rotina, mas de repente pode ser pela mudança de trabalho; Tiago Nunes querendo mais rapidez no toque de bola e manter isso 90 minutos é impossível. E nenhum trabalho fica pronto em uma semana, mas já vimos evolução.

Também já lemos e ouvimos que fisicamente parece estar melhor. Um dos motivos é a melhor organização em campo, a bola corre mais que os jogadores. Eles guardam posição e exige menos fisicamente. Time desorganizado corre mais, errado e cansa. Daí o cérebro cansa junto, diminui o tempo de reação (reflexo) e nada mais se produz.

Tiago Nunes manteve a escalação base do Renato, mas reorganizou, deu função específica para cada um.

Imagens: Grêmio FBPA, divulgação

Quanto os baixo rendimento de alguns, é questão individual mesmo. Porque se o time está mais organizado e alguns não rendem, aí é característica pessoal do jogador. Troca, tem gente no banco capaz!

Matheus Henrique por Darlan; Guilheme Guedes tem que ser questionado do porque ainda não ter voltado. Coloca os outros dois (Cortez e Diogo Barbosa) no bolso. Prioriza, por favor, essa marcação defensiva aérea, 100% dos cruzamentos são perigosos. Tem Ruan, Geromel, Thiago Santos e Kannemann. Problemas de qualidade e estatura não são.

Enfim, temos um grupo bom, um treinador com ideias boas. Em pouco tempo já se nota mudança. Sinal que o grupo assimilou bem, está fechado!

Quanto ao jogo, foi parecido com o contra o Lanús. Começa bem, cai e leva gol. Depois acorda e mata. Mas tem uma hora que esse “nana neném ” não vai ter recuperação.

Lanús, Gre-Nal e Caxias não são todo dia…

COMO JOGARAM:

Brenno – Cada vez mais seguro – 7,0

Rafinha – Teve altos e baixos essa vez – 6,0

Geromel – Patrão, Semideus – 8,0

Ruan – Baita futuro, senso de tempo e espaço – 7,0

Cortez – Nesse jogo não foi mal – 5,0

Thiago Santos – Fundamental no meio-campo, comanda as ações – 7,0

Matheus Henrique – Não repetiu atuação contra o Lanús – 5,0

Jean Pyerre – Totalmente fora do ritmo do time – 4,0

Ferreira – Foi bem marcado, mas tentou pelo menos – 5,0

Léo Pereira – Guri é bom, precisa dar sequência como titular, mas não foi bem nessa partida – 4,0

Diego Souza – Está numa fase brilhante, o chama gol – 9,0

Luiz Fernando – Só para ganhar o bicho – 1,0

Maicon – Lenda viva, joga futsal na grama – 8,0

Lucas Silva – Não bateu falta. É jogador de única função e mal feita ainda – 1,0

Vanderson – Entrou no fim – sem nota

Churín – Também entrou no finalzinho – sem nota

Tiago Nunes – Parabéns pelas mudanças em poucos dias, mas algumas trocas irritantes continuam – 7,0

RODRIGO DI LEONE

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios