GeralPolicial

Sobe para cinco o número de vítimas de tragédia em creche de Santa Catarina; professoras trancaram crianças em sala para evitar mais mortes

Professoras da Escola Infantil Pró-Infância Aquarela, em Saudades, trancaram as portas das salas de aulas para tentar proteger as crianças quando perceberam que a creche era alvo de um ataque. Três bebês, uma professora e uma agente de saúde foram mortos por um jovem de 18 anos, que entrou na escola armado com uma adaga.

A informação, que chegou à coluna, foi confirmada pela repórter Fernanda Moro, da NSC TV, que está em Saudades. Segundo uma professora ouvida pela jornalista, uma parte das crianças foi escondida do agressor no fraldário.

Homem com facão invade creche e mata crianças e professoras no oeste de Santa Catarina

O homem teria forçado a porta das salas de aula, mas não conseguiu entrar porque as portas estavam trancadas. A ação rápida das professoras, para proteger as crianças, evitou que a tragédia em Saudades fosse ainda maior.

Segundo o delegado Jerônimo Marçal, a primeira a ser atacada foi a professora, que encontrou com o homem de 18 anos logo na entrada da escola. Ela teria então corrido para a sala onde estavam quatro crianças, todas menores de dois anos, que também foram atacadas. Ele também atingiu uma agente de saúde que fazia um trabalho no local no momento do crime. O agressor foi preso em flagrante mas, como se feriu no ataque, está hospitalizado.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios