Policial

Produtor cai em golpe após viajar mais de 500 km com carga de alfafa até Caxias do Sul

Segundo o Portal Leouve, a entrega de um carregamento de alfafa virou caso de polícia nesta terça-feira (11), no interior de Caxias do Sul. Depois de viajar mais de 500 km, um produtor rural tentou fazer uma entrega frustrada em uma propriedade de Fazenda Souza.

De acordo com o agricultor Volnei Ferreira de Medeiros, a encomenda de nove toneladas da planta foi feita por um cliente via WhatApp. O caminhão saiu com a carga às 9h da manhã desta segunda-feira (10), da cidade de Rolador, próximo a São Luiz Gonzaga, e chegou em Caxias às 9h de hoje.

Após descarregar toda a alfafa em uma chácara, o produtor resolveu ligar para o filho, para que ele conferisse se o valor do depósito referente a encomenda da carga havia sido confirmado.

Ao conferir o extrato, o filho observou de que o dinheiro, cerca de R$ 18 mil, não havia entrado na conta da família, ficando evidenciado de que tratava-se do velho golpe do envelope vazio. Assim que ficou sabendo da tentativa de estelionato, Medeiros procurou o suposto cliente, que desapareceu deixando a vítima do golpe os “chapas” presos no interior de um galpão nos fundos da propriedade.

Diante da situação, a Brigada Militar foi acionada por volta das 17h, para fazer o registro de estelionato contra um indivíduo conhecido pela alcunha de “Moeda”, já famoso por aplicar golpes na região. Após a realização do Boletim de Ocorrência, o caminhão foi novamente carregado para retornar até a cidade de origem.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios