EsportesStudio Sports

Campo ruim, futebol ruim! – Juventude 1×0 Internacional (Campeonato Gaúcho – Semifinal)

Neste domingo (02), o Internacional enfrentou o Juventude, pela primeira partida da Semifinal do Gauchão.

Numa partida disputada diretamente de um campo ridiculamente feio (Montanha dos Vinhedos), que me fez lembrar os potreiros de grama mal cuidada, quase impossível de se ter um jogo de qualidade, o que se viu foi um jogo literalmente horrível, por ambas as partes.

O Inter não conseguia avançar com sucesso, o Juventude estava fechadinho, só aguardando uma falha da defesa (como tantas que já acontecem normalmente), mas durante todo primeiro tempo, foi um jogo irritantemente chato.

O duelo só foi mudar quando chegou o segundo tempo, o Juventude atacando e, numa única oportunidade do Colorado, um pênalti claríssimo (de primeira vista) anulado.

Imagens: Sport Club Internacional, divulgação

Para quem conhece o Inter, sabia que depois dali, era só questão de tempo para levarmos um gol – dito e feito – Marcos Vinicios lançado, ganhou na corrida do improvisado Dourado (que estava na zaga) e bateu firme, parecia aquele golaço de videogame, travessão e dentro da meta.

Após isso, nada adiantou. Muda o time, mas não muda a falta de vontade dos jogadores e nem mesmo a qualidade do campo na cidade de Bento Gonçalves.

Esperamos que no próximo jogo a vontade volte, juntamente com um gramado de qualidade! Vamo Inter!

COMO JOGARAM:

Marcelo Lomba – Bem quando exigido, tomou um gol indefensável – 6,0

Heitor – Titular até que Saravia não volte, é muito bom jogador – 6,5

Lucas Ribeiro – Falta muita confiança em sair jogando, lento – 5,0

Cuesta – No momento do gol, estava completamente vencido – 5,0

Moisés – Faltou força para uma guerra – 6,0

Dourado – Ficou completamente perdido num gramado daquele nível – 5,5

Edenilson – Faltou objetividade para concluir em gol – 6,0

Maurício – Essencial para o time, pode evoluir muito – 7,0

Palacios – Ainda não mostrou a que veio – 5,5

Patrick – Peladeiro, mas precisa ir muito mais para cima – 6,0

Yuri Alberto – Foi infeliz na partida – 5,5

Nonato – Não fez nada demais – 4,5

Lindoso – Dormindo em campo – 0,0

Praxedes – Deveria ter entrado antes – 5,0

Thiago Galhardo – Não foi capaz de reverter o placar – 5,5

Caio Vidal – Mais perigoso que o Palacios – 6,0

Miguel Ángel Ramírez – Fez trocas, mas erradas, e tarde demais – 5,0

WILLIAN ZANELLA

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios