Notícias

Hospital São João Batista mantém central de emergência Covid-19 através de convênio regional

Os seis leitos da central no PA são mantidos com cofinanciamento de oito municípios da região

Desde o início de março, quando as internações por Covid-19 atingiram o maior patamar desde o início da pandemia, o Hospital São João Batista, de Nova Prata, mantém seis leitos para tratamento intensivo na enfermaria do pronto atendimento (PA) com a possibilidade de ampliação para outros três.

Os pacientes ficam aqui (no HSJB) recebendo tratamento adequado, incluindo ventilação mecânica (respiradores) até que surja a possibilidade de transferência para unidades de tratamento intensivo (UTI) – explica o administrador do hospital, Marcos Santori. Em alguns dias, como a sexta-feira, 26 de março, todos os leitos estavam ocupados.

O HSJB mantém a central de emergência Covid com equipe médica exclusiva 24h que conta com assessoria de uma médica intensivista e de um médico infectologista, além de serviços de fisioterapia e toda a equipe de enfermagem necessária.

Há três leitos que dão possibilidade de hemodiálise sem que haja o deslocamento do paciente – ressalta Marcos.

Os seis leitos da central no PA são mantidos pelo HSJB com cofinanciamento de oito municípios da região: Nova Prata, Protásio Alves, Vista Alegre do Prata, André da Rocha, Guabiju, São Jorge, Nova Araçá e Paraí.

O convênio é válido de 07 de março a 14 de abril, podendo ser renovado conforme a necessidade de atendimento à saúde regional. O convênio foi assinado na manhã da quinta-feira, 01, no auditório da Casa da Cultura de Nova Prata, com a presença de prefeitos, do presidente e do administrador do HSJB, Fernando Lenzi da Silva e Marcos Santori, respectivamente.

Também precisamos destacar as doações recebidas e que em momentos como este, só a união colaborativa faz a diferença na vida das pessoas atendidas – ressalta Fernando.

Fotos: Sonia Reginato e Andressa Capelari Maciel.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Valorize o investimento na reportagem e jornalismo. Cópia somente com citação de fonte.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios